Menu
Analice Nicolau
Analice Nicolau

Mauricio de Sousa Produções homenageia escritora indígena, Eliane Potiguara

Escritora será homenageada na personagem Jurema em “Donas da Rua”

Analice Nicolau

10/01/2024 18h00

A Maurício de Sousa Produções, empresa que leva o nome do famoso autor da Turma Mônica, decidiu homenagear a escritora e poeta indígena Eliane Potiguara. A homenagem que acontecerá no projeto Donas da Rua, pertencente a Turma da Mônica, será por meio da personagem Jurema, que será incansável na luta pela preservação dos direitos dos povos originários, assim como Elaine.

Tendo a sua paixão pela escrita desenvolvida a partir dos relatos feitos pela sua vó sobre a origem indígena da família, Eliane teve o seu processo de alfabetização intrinsicamente ligado a ela ler e redigir as respostas das cartas que sua avó Lurdes recebia. Nascida na década de 1950, na cidade do Rio de Janeiro, e com formação em Letras e Educação pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e especialização em Educação Ambiental pela UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto), Eliane decidiu fundar o primeiro jornal indígena e a primeira organização de mulheres indígenas do Brasil: o GRUMIN; além de ingressar no mundo literário devido a sua motivação de incentivar os indígenas a terem orgulho de sua identidade e cultura.

Com uma longa carreira, com a publicação de vários livros como “A Terra é a Mãe do Índio”, de 1989, que foi premiado pelo Pen Club da Inglaterra ao discorrer sobre a cultura dos indígenas e a violência sofridas por eles. Já a obra “Metade Cara, Metade Máscara”, de 2004, tange sobre as causas femininas a partir de crônicas da autora sobre experiências vivenciadas por ela com mulheres de sua família. Em 2015, com “A cura da Terra”, Eliana escreve sobre Moína uma heroína indígena que gosta de deitar nos braços da avó para que possa escutar e conhecer histórias.
Devido ao reconhecimento de sua ação em prol dos indígenvisibas, Eliane foi convidada e participou da criação da “Declaração Universal dos Direitos Indígenas” realizada pela ONU (Organização das Nações Unidas). Além disso, ela também foi nomeada Embaixadora Universal da Paz em Genebra e indicada pelo Círculo Universal dos Embaixadores da Paz, da ONU, por defender a paz mundial; indicada ao projeto internacional “Mil mulheres ao Prêmio Nobel da Paz”, em 2005; recebimento do título Ordem do Mérito Cultural”, na classe “Cavaleiro”, pelo governo brasileiro em 2014 devido as suas contribuições à cultura nacional; e recebimento do título de doutora Honoris Causa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, no ano de 2021, sendo a primeira indígena a consegui-lo.

Como participante dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, plataforma da ONU Mulheres e do Pacto Global, a Maurício de Sousa Produções desenvolve ações no segmento para dar visibilidade e inspirar meninas e mulheres, como o projeto Donas da Rua, da Turma da Mônica, que além de Eliane Potiguara, homenageou outras importantes mulheres da história como a atriz Zezé Motta; a jornalista Glória Maria; as pintoras Tarsila do Amaral e Anita Malfatti; as escritoras Clarice Lispector, Cora Coralina, Lygia Fagundes Telles, Cecília Meireles, Rachel de Queiroz e Carolina de Jesus; a filósofa Djamila Ribeiro; a guerreira Dandara dos Palmares; as cientistas Ester e Jaqueline; as jogadoras de futebol Tamires, Sissi, Rata, Formiga e Cristiane, a jogadora de basquete Janeth Arcain; as judocas Mayra Aguiar e Rafaela Silva; a mesatenista Bruna Takahashi; a jogadora de vôlei de praia Agatha Rippel; as velejadoras Martine e Kahena; velocista Vitória Rosa; a bailarina Ingrid Silva, entre outras mulheres brasileiras e estrangeiras, das mais variadas áreas.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado