Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Miss Brasil, Júlia Gama fica em segundo lugar no Miss Universo

A brasileira, Julia Gama de 27 anos, ficou em segundo lugar na 69º edição do Miss Universo, neste domingo (16). A vencedora do concurso foi a mexicana Andrea Meza.

Por Analice Nicolau 17/05/2021 11h00
Júlia Gama fica em segundo lugar no Miss Universo Júlia Gama fica em segundo lugar no Miss Universo

O Miss Universo não aconteceu em 2020 por causa da pandemia de Covid-19. Julia Gama foi eleita Miss Brasil em agosto de 2020, em uma premiação virtual. As candidatas brasileiras foram avaliadas através de vídeos de desfiles, entrevistas e fotografias antigas. Segundo a organização, Julia foi a brasileira que atendeu a todos os requisitos do maior concurso internacional de beleza.

A cerimônia que coroou Andrea aconteceu no Seminole Hard Rock Hotel & Casino Hollywood, em Miami, nos EUA. Em terceiro lugar ficou a Miss Peru, Janick Maceta. As quarta e quinta posições ficaram com Índia (Adline Castelino) e República Dominicana (Kimberly Jiménez).

Mas quem é a brasileira que conquistou os fãs e jurados? Julia é poliglota e fala fluentemente, além de português, inglês, espanhol e mandarim. Antes de incursionar pelos concursos de beleza, Julia cursou três anos de engenharia química na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Após participar do Miss Mundo, Gama se mudou para a China, onde trabalha como atriz e modelo. Ela foi eleita Miss Mundo 2014, representando o Brasil no Miss World, o mais antigo concurso internacional de beleza do mundo.

Na etapa final do concurso, quando as 5 primeiras colocadas discursam, Julia falou sobre saúde mental.

“É um tópico ainda bastante estigmatizado e, por isso, não conseguimos falar abertamente. Mas para todos aqui esta noite, eu peço que lembrem disso. Por favor, vamos normalizar conversas sobre ansiedade e depressão. Vamos nos apoiar e compartilhar empatia.”

Julia ainda conversou com seus seguidores no Instagram após chegar ao hotel e falou da importância do concurso em sua vida. “Que noite inesquecível, intensa, que mix de emoções dentro de mim que nunca vou conseguir traduzir. E tenho certeza que muitos de vocês sentiram todas elas junto comigo. Quero que vocês tenham sentido todo meu amor naquele palco e quero dizer que, para sempre, representar o Brasil vai ser uma das maiores honras da minha vida e fiz isso com muito amor”, declarou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Brasil não vence o Miss Universo desde 1968, antes, ganhou também em 1963. E não conquistava o segundo lugar desde 2007, quando a mineira Natalia Guimarães também quase levou o título.






Você pode gostar