Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

250 voluntários participam dos JUBs Brasília 2021

Cada área vai contar com pelo menos um voluntário

Por Analice Nicolau 11/10/2021 7h00
Cada área vai contar com pelo menos um voluntário

“Não dá para realizar os JUBs sem os voluntários”. Quem diz isso é Vanessa Messina, coordenadora do grupo que vai colaborar com os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) em Brasília. Ao todo, 250 pessoas se disponibilizaram a trabalhar nos JUBs em troca da experiência de estar num grande evento esportivo.

Há voluntários de todo o Brasil. Entre os inscritos, 100 colaboradores viajaram para Brasília para trabalhar voluntariamente nos jogos. Eles ficarão hospedados na Associação Atlética Banco do Brasil de maneira gratuita. “A gente precisa muito do apoio deles aqui, e em contrapartida oferecemos experiência e formação diferenciada. Temos a Academia de Voluntários, que é uma iniciativa exclusiva: ninguém no Brasil faz isso”, revela a coordenadora.

A Academia de Líderes Voluntários acontece neste domingo (10), às 10h, no Centro Internacional de Convenções do Brasil – CICB. “A gente dá as boas-vindas, apresenta como atuar dentro de um evento esportivo, introduz os JUBs e os levamos para ter um dia de atleta. Nós os capacitamos para serem melhores voluntários, para atuarem em qualquer área e crescerem como pessoas”, afirma Vanessa.

Foi o que aconteceu com Bruno Rabelo. Estudante de Fisioterapia, o jovem de 22 anos participa de seu segundo JUBs – o primeiro foi em sua cidade natal, Salvador (BA). “O dono da clínica que eu estagiava me apresentou os JUBs e eu me inscrevi como voluntário. A minha experiência foi a melhor possível. Fazia 30 km de traslado entre a central da CBDU e as quadras, mas não deixava de participar em nenhum dia”, lembra.

A dedicação do soteropolitano foi recompensada. Neste ano, em Brasília, Bruno está na equipe de trabalho do evento, na coordenação de voluntários. “Eu estava triste por não poder participar como voluntário este ano, já que Brasília é longe da minha cidade e eu teria de arcar com os custos. Mas a Vanessa me ligou e me convidou para vir. Eu não esperava ser chamado pra trabalhar, até porque eu nem sabia que existia essa possibilidade”, celebra.








Você pode gostar