Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Jovens Brilham: estudantes de Goiás conquistam topo em desafio nacional de programação

Alunos do CEPI José Pereira de Faria desenvolvem aplicativo educativo sobre mobilidade urbana e se destacam no Hackathon Low Code da Campus Party Brasil 2023

Por Analice Nicolau 01/12/2023 10h30

Jovens estudantes do Centro de Ensino em Período Integral José Pereira de Faria, localizado em Itapuranga, Goiás, conquistaram o primeiro lugar no prestigiado Hackathon Low Code, desafio nacional de programação realizado durante a Campus Party Brasil 2023. O feito, notável entre 64 escolas participantes, ressalta o protagonismo e a inovação dos alunos do Ensino Médio Integral em Goiás.

Estudantes do Ensino Médio Integral demonstram autonomia ao criar aplicativo que une educação e mobilidade urbana, garantindo o primeiro lugar no Hackathon Low Code

O projeto vencedor consiste em um aplicativo educativo focado em mobilidade urbana, desenvolvido pelos alunos em parceria com professores orientadores. A proposta visa unir educação e tecnologia, abordando conceitos básicos de programação e lógica computacional de maneira interativa e acessível.

CEPI José Pereira de Faria se destaca no cenário nacional ao conquistar o primeiro lugar

Segundo o professor de Matemática, João Pedro Marques, a ideia surgiu da necessidade de conectar a educação ao cotidiano das pessoas, especialmente àqueles que utilizam transportes públicos. “Os alunos pensaram em um aplicativo que pudesse fazer parceria com empresas de transporte público, ensinando programação e lógica computacional de forma prática”, explica.

A gestora escolar, Valceni Lima, destaca o protagonismo dos estudantes como fator crucial para o sucesso do projeto. “A autonomia dos nossos discentes foi fundamental para o desenvolvimento das atividades durante a elaboração e apresentação. Foram eles que criaram todo o protótipo, apoiados pelos pilares do Ensino Médio Integral”, enfatiza.

Maria Luísa Ferreira, uma das alunas envolvidas no projeto, compartilha a inspiração por trás do aplicativo. “Reparamos que havia um grande déficit de trabalhadores capacitados na área da tecnologia, e grande parte da população passava muito tempo em utilitários públicos. Assim, projetamos um app que funcionaria como um jogo, estimulando o aprendizado sobre tecnologia de maneira lúdica”, relata Maria.

A premiação não apenas reconhece a habilidade dos estudantes, mas também reflete a eficácia do modelo de Ensino Médio Integral, que proporciona experiências educativas inovadoras aliadas a componentes curriculares tradicionais. O professor João Pedro destaca que a escola pretende dar continuidade ao projeto, incentivando os jovens a aprimorarem o aplicativo e colocarem suas ideias em prática.

A vitória dos alunos do CEPI José Pereira de Faria no Hackathon Low Code destaca a importância do investimento em educação integral e criativa, moldando jovens capazes de liderar inovações que impactam positivamente a sociedade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar