Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Fim da polêmica: Marcus Vinicius de Holanda volta ao comando do PROS depois de nova decisão do STJ

No comando do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) desde março de 2022, Marcus retornou ao cargo após decisão do STJ que derrubou Eurípedes Júnior novamente

Por Analice Nicolau 04/08/2022 11h00
No comando do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) desde março de 2022, Marcus retornou ao cargo após decisão do STJ que derrubou Eurípedes Júnior novamente

Após polêmica decisão do ministro Jorge Mussi restituindo o cargo de presidente para Eurípedes Júnior, afastado por suspeitas de desvio de verbas do próprio Partido Republicano da Ordem Social (PROS), o Supremo Tribunal da Justiça (STJ) reconsiderou a decisão e Marcus Vinicius de Holanda teve seu cargo de volta.

Enquanto esteve brevemente no comando, Eurípedes Júnior causou um tumulto ao prestar apoio ao pré-candidato Luís Inácio Lula da Silva e seu vice Geraldo Alckmin do Partido dos Trabalhadores (PT) ainda no primeiro turno. Decisão afetou diretamente o influenciador e pré-candidato à Presidência da República pelo PROS, Pablo Marçal.

Horas antes, Marçal chegou a fazer uma live em suas redes sociais, onde acumula mais de dois milhões de seguidores, para comentar o assunto e defender sua candidatura.

Com a decisão do STJ a direção do partido em Mato Grosso também será retomada para o ex-deputado estadual Jajah Neves. Ao assumir a presidência nacional, Eurípedes havia nomeado empresário Flávio Vargas para comandar o PROS no estado.








Você pode gostar