Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

“Evento do bem” mediado por Pedro Bial aborda histórias de refugiados nesta segunda (4)

A jornalista Simone Duarte e a responsável pelo projeto de bibliotecas para crianças refugiadas em Roraima, Stephanie Habrich, dividem relatos sobre o tema em evento promovido pelo grupo Mulheres do Brasil

Por Analice Nicolau 04/07/2022 1h30
A jornalista Simone Duarte e a responsável pelo projeto de bibliotecas para crianças refugiadas em Roraima, Stephanie Habrich, dividem relatos sobre o tema em evento promovido pelo grupo Mulheres do Brasil

 
O que leva uma pessoa a abandonar sua casa, sua família, e buscar proteção em outros países? O Grupo Mulheres do Brasil, por meio do Comitê de Inserção de Refugiados e Migrantes, realiza nesta segunda-feira (4), às 19h, a 4ª edição do “Evento do Bem”, com a participação do jornalista e apoiador da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) Pedro Bial, que conversará com a escritora e jornalista Simone Duarte sobre a experiência daqueles que, apenas por haver nascido em determinados países, tiveram suas existências transformadas, e, na maioria das vezes, de forma devastadora. 

A abertura do evento será feita por Luiza Helena Trajano, presidente do Grupo Mulheres do Brasil.

Simone Duarte é autora do livro “O Vento Mudou de Direção: o onze de setembro que o mundo não viu” (editora Fósforo), no qual revela a vida de pessoas que nada teriam em comum, não fosse a tragédia do atentado às Torres Gêmeas em Nova York, em 2001, e suas consequências. Ao dar voz a essas personagens, a jornalista faz emergir a ponta de um iceberg de histórias que o Ocidente desconhece e nos lembra dos perigos de aceitar uma narrativa única. 
A conversa contará também com a escritora franco-alemã Stéphanie Habrich. Stéphanie cresceu no Brasil, deixou o trabalho no mercado financeiro, movida pelo desejo de transformar a juventude. Foi ela a responsável pelo projeto “Mi casa, tu casa”, de criação de bibliotecas para crianças e jovens refugiadas em Roraima. 


“Toda história tem versões. Queremos que as pessoas tenham a oportunidade de conhecer algo que lhes é desconhecido e possam refletir sobre o que podem fazer para ajudar alguém que perdeu tudo a se integrar num novo país”, afirma Eliane Figueiredo, líder do Comitê de Inserção de Refugiados e Migrantes.

Segundo o ACNUR, há 26,4 milhões de refugiados no mundo, e 82,4 milhões de pessoas são deslocadas à força globalmente. O Brasil tem recebido mais refugiados nos últimos anos, sobretudo em razão da crise na Venezuela. “Precisamos de um olhar humano e cuidadoso sobre o tema”, ressalta Eliane Figueiredo. 
Ao final do bate-papo, Simone Duarte estará autografando seu livro, cuja parte da renda será revertida para projetos de capacitação, empreendedorismo e empregabilidade do Comitê de Inserção de Refugiados e Migrantes do Grupo Mulheres do Brasil. 
O Comitê de Inserção de Refugiados e Migrantes realiza uma série de eventos intitulados “Evento do Bem”, que têm o objetivo de fomentar a capacitação, o empreendedorismo e a empregabilidade de refugiados e migrantes. Esta edição conta com o apoio do ACNUR, do TozziniFreire Advogados e da Editora Fósforo.
 
Os interessados podem obter mais informações e se inscrever através do site https://www.sympla.com.br/evento/o-outro-lado-o-que-leva-uma-pessoa-abandonar-sua-casa-familia-e-buscar-protecao-em-outros-paises/1627428








Você pode gostar