Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Dermatologista Dr. Fraga conta detalhes sobre botox e novidade para lactantes

Por Analice Nicolau 02/08/2021 5h00
Sucesso nas redes sociais e no estado de São Paulo , o dermatologista falou dos benefícios da toxina em outras regiões do corpo, como axilas e até mesmo no couro cabeludo

Pensa em aplicar botox no rosto? A famosa toxina botulínica é a substância perfeita para quem deseja “parar no tempo” e esconder uns dos principais sinais do envelhecimento da pele: as rugas. Uma das grandes referências em Dermatologia em São Paulo, o Dr. José Roberto Fraga Filho é especialista em Botox.

Dr. Fraga contou que “a Toxina Botulínica, também conhecida como Botox, é o melhor e mais seguro método de rejuvenescimento, previne o aparecimento de novas linhas de expressão e controla as marcas já existentes”, conta o dermatologista.

“O Botox é essencial para prevenir as rugas dinâmicas, são as que ocorrem quando fazemos algum movimento com a face, como ao sorrir, franzir a testa, ficar com raiva. Esses movimentos involuntários dos músculos afetam a pele. Aos 30 anos, já é um momento para iniciar a prevenção dessas rugas, e a melhor solução é o Botox”, comentou.

“Os resultados vão aparecendo ao longo dos dias após a aplicação, na maioria dos casos em até cinco dias. E ele se dá de 3 a 6 meses após a aplicação. Por isso, a renovação do Botox de 6 em 6 meses. Os exercícios físicos fazem muito bem à saúde. Mas você sabia que precisa evitar fazer caretas durante o treino? As caras e bocas contraem a musculatura e fazem com que o Botox dure menos”, contou.

Mas engana-se quem pensa que o Botox é usado apenas para as rugas e pés de galinha. “O uso da toxina botulínica tipo A é um tratamento efetivo para quem sofre com a hiperidrose e não deseja se submeter a uma cirurgia. O Botox bloqueia as terminações nervosas responsáveis pela liberação de substâncias que estimulam o suor. Além disso, ela ajuda no tratamento de enxaqueca, com aplicações no couro cabeludo, e bruxismo”, conta.

E uma das novidades é que, já foi liberado o uso da toxina para mulheres lactantes. “Essa é uma informação pouco divulgada, mas é muito importante reforçar essa novidade”, explicou.

Há 32 anos exercendo a profissão, o médico contou que os filhos, estudantes de medicina, também pretendem seguir a carreira. “Meus dois filhos agora já estão estudando para um dia trabalhar no consultório comigo, e isso é um motivo de muito orgulho, pois além de tê-los perto, é sinal de que esses também percebem a importância do trabalho de um dermatologista”, conta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar