Menu
Analice Nicolau
Analice Nicolau

Dr. Ezio Carneiro Jr. explica os benefícios das próteses mamárias de poliuretano

Segundo o cirurgião plástico, este modelo de prótese é mais natural e tem maior durabilidade, evitando trocas repetidas e problemas de adaptação

Analice Nicolau

01/03/2024 16h00

Segundo dados do Isaps (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica), atualmente, no Brasil, a colocação de próteses mamária é a segunda cirurgia mais realizada, com cerca de 200 mil procedimento por ano, ficando atrás, apenas, da Lipoaspiração.

O Dr. Ezio Carneiro Jr., cirurgião plástico que atua na capital paulista realizando procedimentos estéticos e reparadores, com foco na individualidade de seus pacientes, comenta que este tipo de operação é relativamente tranquilo, mas que mexe na autoestima e na confiança das mulheres.

“Nossas paciente saem da clínica com outra fisionomia, afinal, isso não se trata apenas do físico, mas, também, da saúde emocional delas. Se não nos sentimos bem sobre como estamos, automaticamente, ficamos mais chateados”,.

Próteses mamárias de poliuretano

Entre os diversos tamanhos e modelos de próteses mamárias, o Dr. Ezio mostra, especificamente, os benefícios das próteses de poliuretano.

Existem diversos benefícios para a utilização deste modelo de prótese, contudo, o médico ressalta cinco deles, os quais julga mais importantes:

Textura natural: “o poliuretano possui uma textura semelhante à pele humana, proporcionando uma aparência mais natural”, revela o cirurgião.

Menor chance de contratura capsular: “o revestimento de poliuretano pode reduzir o risco de contratura capsular, que é uma complicação comum em cirurgias de implante mamário”, ressalta.

Maior durabilidade: segundo o Dr., as próteses de poliuretano tendem a ser mais duráveis e menos propensas a rupturas ou vazamentos em comparação com outros tipos de implantes mamários.

Menor movimentação: além disso, o revestimento aderente do poliuretano ajuda a manter a prótese no lugar. “Isso reduzindo a movimentação e a possibilidade de deslocamento”, pondera.

Menor chance de rotação: “a aderência do poliuretano à parede do tecido mamário pode ajudar a evitar a rotação da prótese no corpo”, finaliza o Dr. Ezio Carneiro Jr.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado