Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

DJ Mystical dispara: ‘DJ Ivis prejudicou o título de DJ e gerou preconceito’

Por Analice Nicolau 26/07/2021 5h30
“É preciso que a sociedade entenda que um fato como esse pode ser associado a uma categoria através de narrativas desconexas, ruins e pejorativas”, aponta

Bons e maus profissionais existem em todas as profissões. Porém, um grande problema acontece quando a má conduta de um deles mancha toda uma categoria. Ainda mais quando a situação em questão envolve questões pessoais e morais, como é o caso do DJ Ivis: famoso, denunciado e preso após ter agredido a esposa.

Quando uma figura pública causa uma situação de impacto como essa, as páginas de jornais e revistas, além dos sites e redes sociais se enchem de inúmeros comentários a respeito do assunto. E aí que mora o perigo: a narrativa não pode generalizar outros profissionais como DJ Ivis, pois isso pode trazer sérios problemas para quem faz o trabalho correto. Quem tem percebido tal situação é DJ Mystical, um dos mais conhecidos artistas deste ramo no Brasil: “É preciso que a sociedade entenda que um fato como esse pode ser associado a uma categoria através de narrativas desconexas, ruins e pejorativas. Por isso, devemos sempre nos ater a isso em qualquer nicho e profissão, por mais que possa parecer algo insignificante para quem está de fora”.

Além de DJ, Mystical também é produtor musical. Com essa semelhança profissional com DJ Ivis, ele se tornou presa fácil de haters, aquelas pessoas que destilam o ódio nas redes sociais: “Apesar do crime ser algo que diz respeito à vida particular dele, algumas pessoas não sabem fazer essa diferença. Nas minhas plataformas, houve até quem me xingou gratuitamente, pois associou meu nome e minha vida profissional ao que ele fez e acabou nos confundindo. Daí a falta de conhecimento de alguns pode ser se espalhar rapidamente e trazer sérios prejuízos se não for cortado a tempo”.

 

Situações como essa relatadas por Mystical são bastante recorrentes: “Em tempos de fake news, todo cuidado é pouco. Já vi várias reportagens mostrando que inocentes foram acusados de algo e as falsas acusações correram à solta pela internet. Muita gente teve sérios problemas com isso, inclusive financeiros e familiares. Por isso, todo cuidado é pouco. Maus profissionais ou pessoas ruins existem, mas não podemos generalizar entre aqueles que apenas por coincidência possuem a mesma profissão”, completa.






Você pode gostar