Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Com portfólio invejável, Miguel Falabella, Suppa e Filipe Fratino lançam produtora

Os sócios trabalhavam juntos em projetos criativos há aproximadamente 5 anos

Por Analice Nicolau 27/10/2021 5h00
Os sócios trabalhavam juntos em projetos criativos há aproximadamente 5 anos

Com tanto conteúdo sendo disparado nas mídias a cada segundo, o público exige cada vez mais materiais bem pensados e de alta qualidade. Pensando nisso, Miguel Falabella, Suppa e Filipe Fratino decidiram abrir a produtora “Três na Gangorra”.


Os três sócios já se conheciam há mais de 20 anos e trabalharam juntos em alguns projetos de sucesso, como foi o caso da personagem Charlotte, que hoje está disponível até no canal Disney Junior. Com trabalhos de tamanha excelência, o trio decidiu que era hora de se juntarem em uma empresa para proporcionar soluções criativas para marcas, entretenimento e publicidade.


“Tudo começou quando a Suppa criou a personagem Charlotte em um livro. Eu e o Miguel adoramos e achamos que era o momento de fazermos uma produção em conjunto, transformando a personagem em desenho animado e assim nós fizemos com recursos próprios”, contou Filipe Fratino.


Não demorou muito para a personagem crescer. Hoje, o Canal da Charlotte, no YouTube, já conta com mais de 135 mil inscritos, superando 25 milhões de visualizações. “O sucesso foi tanto que a Disney adquiriu 22 episódios da série, para exibição no Canal Disney Jr durante três anos”, Suppa comemora, ao afirmar que hoje Charlotte está entre os dez programas mais vistos pelo canal no Brasil, aumentando a audiência em 43% no horário em que é exibida.


Por mais que a empresa esteja sendo lançada agora, Filipe afirma que já estava trabalhando em projetos criativos ao lado dos dois sócios há aproximadamente cinco anos. Contando com outros cases de sucesso, a marca “Três na Gangorra” terá foco na criação, produção e pós-produção de projetos.


Os planos para o futuro são grandes, de acordo com Filipe. Eles estão desenvolvendo séries para streaming, programas de televisão e querem até levar o teatro para todo o Brasil. “Temos possibilidades de criação infinitas, por isso que nós resolvemos mostrar um pouco do que estamos fazendo”, finaliza o empresário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar