Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Jornalismo e advocacia de mãos dadas; conheça Bruno Moura

Bruno Moura é advogado e sua paixão pelos esportes, ainda criança, o tem levado a outro patamar

Por Analice Nicolau 16/04/2021 4h00
Bruno Moura Bruno Moura

Bruno Henrique de Moura tem uma profissão conhecida, é advogado. Mas diferente de boa parte dos advogados, atua, também, em uma área bem distante; é jornalista esportivo. Tudo começou em 2009, Bruno estava para completar 13 anos e, como sempre teve interesse em acompanhar futebol, mandou uma gravação para uma webrádio narrando alguns jogos e gols. O pessoal que recebeu a gravação gostou e Bruno passou fazer parte de maneira colaborativa, cada um em sua casa narrando juntos pelo Skype.

O tempo passou e Bruno, que vem de uma família de juristas, decidiu cursar Direito na Universidade de Brasília. Formou-se em 2019, mas não abandonou o jornalismo esportivo. Passou por rádios AM e FM, trabalhou na Nova Aliança, Nativa FM, Esportes Brasília e rádio do entrono. Há quatro anos, trabalha em um escritório de advocacia criminal e encaixa o restante em sua agenda, fazendo com que tenha uma rotina de 16 horas. Mas Bruno não fica apensa na narração; gosta de jogar tênis.

Para se preparar para narrar os jogos, o advogado tem alguns cuidados. Procura saber quem são os jogadores da partida que irá narrar, sabe que vai jogar e quem está suspenso ou machucado; em partidas grandes e importantes, sabe se um time ganhou mais que o outro, se algum jogador tem bom histórico enfrentando a outra equipe; e claro, relaciona nome a fotografia para saber exatamente de quem está falando.

Quando questionado sobre o que acha sobre os veículos darem ênfase ao futebol e falarem pouco sobre outros esportes. Bruno é categórico: “só estão entregando o que o mercado pede, as pessoas assistem muito mais futebol do que vôlei, basquete. Televisão, rádio, jornal precisa de dinheiro. Sem audiência, não tem patrocínio, sem patrocínio não tem dinheiro. Só o sistema sendo sistema”.

Bruno está à frente do site de entretenimento TV POP (www.tvpop.com.br) e do Distrito do Esporte (www.distritodoesporte.com) que tem foco na região do Distrito Federal. Às quartas-feiras a noite, Bruno comando o podcast com mesmo nome, onde entrevista presidentes de clubes, atletas, dirigentes e colegas jornalistas.

Por fim, quando questionado sobre alguma cobertura que o marcou, Bruno responde: “Brasiliense e Brasil de Pelotas, 2014. O Brasiliense estava voltando pra a Série C, mas dormiu no ponto no segundo tempo. Deixou o Brasil de Pelotas virar e foi desclassificado nos pênaltis. Foi minha primeira cobertura de relevância e o Brasiliense tinha acabado de cair, perdeu a oportunidade de voltar e nunca mais teve outra parecida”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar