Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Adriana Sant’Anna investe na ‘Lafit’ e inova no mercado de influência

A ex-BBB investe em empresa de produtos saudáveis após receber dicas de Flávio Augusto

Por Analice Nicolau 13/09/2021 6h00
A ex-BBB investe em empresa de produtos saudáveis após receber dicas de Flávio Augusto

No início da carreira, Adriana Sant’Anna compartilhava seu dia a dia nas redes sociais de forma despretensiosa, apenas dando dicas de beleza e indicando marcas de produtos que faziam sentido para ela, depois intuitivamente passou a usar técnicas, que que foram se aperfeiçoando ao longo dos anos e gerando muitos negócios e cases de sucesso para marcas, que começavam a ligar para fechar contratos publicitários cada vez maiores, devido ao sucesso de suas indicações on-line. Foi neste momento que ela percebeu o seu poder de influência digital e começou a se profissionalizar, porém, sem perder a sua essência e autenticidade.

“Quando comecei a relação comercial com a Lafit me apaixonei de cara! As minhas seguidoras percebiam meu amor pela marca desde a minha primeira publicidade. Elas perguntavam em 2019: Dri, você é dona da Lafit? Acho que elas já sentiam o que estava por vir.” , Adriana.

Após se tornar milionária, conquistar a sua independência financeira, e devido a sua expertise e cases de sucesso ao longo de 10 anos, a empresária e especialista em influência digital resolveu criar o “Midas” (Método de Influência Digital Adriana Sant’Anna), curso com mais de 15 mil alunos, que ensina pessoas e empresas a trabalharem com o Instagram e alavancarem seus negócios através das redes sociais.

Mas o que ela não esperava, é que poderia contar com dicas de um dos maiores players do mercado, que a ajudaria no “ponto de virada”. Foi graças aos conselhos de Flávio Augusto (Geração de Valor), que Adriana e seu marido Rodrigo, vislumbraram a possibilidade de um contrato “equity” com a Lafit, (empresa de produtos saudáveis, com zero adição de açúcar, zero lactose e zero glúten).

“Equity é uma riqueza oculta que se forma quando se constrói um negócio sério, formal e com grande taxa de crescimento. A valorização deste ativo no tempo representa uma grande chance de geração de valor” , explica Flávio Augusto.

Este modelo de negociação ainda é algo novo para os influenciadores digitais brasileiros, que estão acostumados com contratos publicitários e não societários. Então, para estruturar bem a operação, Adriana e Rodrigo contaram com a ajuda do mesmo escritório de assessoria jurídica, responsável pelas maiores transações feitas por Flávio.

“De forma muito resumida, utilizamos o formato clássico de QPA (Contrato de Compra e Venda de Quotas), com algumas obrigações pré-fechamento e outras pós, bem como a celebração de outros instrumentos apartados para sustentarem a operação, sobretudo, considerando a rápida expansão da Lafit que a fundadora Júlia e a nova parceira, Adriana, estão esperando”, explica o advogado, Dr. Luciano Minto da Andrade Minto Advogados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O mercado de influência digital vem se transformando ao longo dos anos, e cada vez mais, o público busca por conexão e autenticidade em suas relações comerciais on-line. De acordo com pesquisas, o público brasileiro tem a necessidade de se relacionar, antes de comprar. E é neste contexto que os influenciadores digitais como Adriana e seu marido Rodrigo possuem um papel fundamental.

“A Adriana e Rodrigo são jovens batalhadores, criativos e ousados. A energia de trabalho deste casal é admirável, ao mesmo tempo que têm grande vontade de aprender. Em alguns momentos, estive a disposição para aconselhá-los em suas decisões”, afirma Flávio Augusto.
Alimentos sem glúten e lactose fazem parte da vida da empresária desde 2016, época em que foi diagnosticada com uma intolerância severa, e passou a buscar por produtos sem os ingredientes nocivos para a sua saúde.






Você pode gostar