Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Viva

Show: Infinita e trintona Highway

Por Arquivo Geral 02/08/2017 6h30
Pietro Grassia

LARISSA GALLI
[email protected]

Ele costuma dizer que é o fim do mundo todo dia da semana, mas, especialmente na próxima sexta-feira, 4, Humberto Gessinger está de volta aos palcos de Brasília. Gessinger está na estrada com sua nova turnê Desde Aquele Dia – 30 anos de A Revolta dos Dândis, que comemora 30 anos do lançamento do disco A Revolta dos Dândis, o segundo da carreira dos Engenheiros do Hawaii, a antiga banda gaúcha que o artista fazia parte ao lado do guitarrista Augusto Licks e o baixista Carlos Maltz.

Os ventos de Brasília e Gessinger cantam as canções acompanhados por Rafa Bisogno, na bateria e percussão, e Felipe Rotta, na guitarra e violão. O músico apresenta na íntegra o disco A Revolta dos Dândis, lançado em 1987, e de onde saíram sucessos até hoje lembrados como Infinita Highway, Refrão de Bolero e Terra de Gigantes, na Bamboa (Setor Hípico Sul), a partir das 22h. “Espero que curtam o que preparamos – com muito amor e rigor, força e delicadeza, sonho e precisão”, declara Humberto.

Parece que foi ontem, mas a banda Engenheiros do Hawaii foi formada em 1985, na cidade de Porto Alegre por Humberto e colegas da Escola de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. O primeiro show do grupo foi no terraço da faculdade, em janeiro de 1985. Depois de 17 CDs, 5 DVDs e milhares de fãs apaixonados por sua música, a banda fez seu último show em 2008.

Não está escrito nos outdoors, mas Revolta dos Dândis foi classificado como um dos 25 principais álbuns do rock brasileiro em uma lista feita pela revista Superinteressante. “É um disco interessante de visitar não só pelas músicas em si, mas, também, pelo que aconteceu com elas. Algumas tiveram grande exposição, como Infinita Highway, Terra de Gigantes, Refrão de Bolero. Outras, como Guardas da Fronteira, Filmes de Guerra Canções de Amor, talvez só os ‘de fé’ conheçam”, afirma o gaúcho.

São essas músicas que compõem o repertório da apresentação de Humberto em Brasília. No show de sexta-feira, ele garante tocar também músicas de todas as fases de sua carreira, com destaque para as composições de seu novo álbum, intitulado Desde Aquela Noite. Nele, o cantor dá sua própria roupagem a Olhos Abertos, O Que Você Faz à Noite e Alexandria, canções gravadas pelos parceiros do Capital Inicial, Barão Vermelho e Tiago Iorc, respectivamente.

Em 2016, Humberto lançou o EP Louco Pra Ficar Legal com as músicas Faz Parte e Pra Ficar Legal. “Curti muito a experiência de lançar o EP, no ano passado. Dele, mantenho o formato digital e vinil, alguns aspectos do projeto gráfico e a formação com Rafa Bisogno e Nando Peters no meu novo compacto, Desde Aquela Noite”, conta.

Ele pode ser um Beatle, um beatnik, ou um bitolado. E é conhecido nacionalmente como cantor, compositor, multi-instrumentista e escritor. Paralelamente a seu trabalho como músico, Humberto Gessinger arriscou-se como escritor e lançou 5 livros: Meu pequeno gremista, Pra ser sincero, Mapas do Acaso, Notas Mentais Para Uma Próxima vida, Nas Entrelinhas do Horizonte e Seis Segundos de Atenção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saiba mais
A Revolta dos Dândis (1987)
1. A Revolta dos Dândis I
2. Terra de Gigantes
3. Infinita Highway
4. Refrão de Bolero
5. Filmes de Guerra, Canções de Amor
6. A Revolta dos Dândis II
7. Além dos Outdoors
8. Vozes
9. Quem Tem Pressa Não Se Interessa
10. Desde Aquele Dia
11. Guardas da Fronteira

Desde Aquele Dia
Sexta-feira (4), a partir das 22h, na Bamboa Brasil (Setor Hípico Sul).
Ingressos entre R$ 50 e R$ 80 (meia). Informações: 3334-4450 ou 3342-2232.
Não recomendado para menores de 16 anos.








Você pode gostar