fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Xangai aconselha suspender eventos esportivos e F-1 na China pode ser cancelada

Nos últimos dias, diversos eventos esportivos agendados para a China, foram adiados, cancelados ou transferidos para outros países

Avatar

Publicado

em

Foto: Andrej Isakovic/ AFP
PUBLICIDADE

Autoridades de Xangai aconselharam nesta quarta-feira os organizadores de eventos esportivos a suspender as competições agendadas para as próximas semanas na cidade chinesa. Eles temem que o coronavírus possa prejudicar a realização destes torneios, caso da etapa de Fórmula 1, marcada para 19 de abril.

Em comunicado, a Associação Geral dos Esportes de Xangai pediu aos responsáveis pelos futuros eventos que “respeitem estritamente a exigência do Shanghai Sports Bureau para parar de organizar eventos esportivos durante a epidemia”. O coronavírus, com casos confirmados também em outros países, já causou a morte de 490 pessoas na China.

Os organizadores da corrida chinesa ainda não se manifestaram sobre as declarações oficiais, assim como a Fórmula 1 e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA). A etapa da China é a quarta do calendário 2020, que será aberto no dia 15 de março, com o GP da Austrália, em Melbourne.

Ainda nesta quarta, o Grupo de Estratégia da F-1 fará uma reunião com todos os times do grid para avaliar a possibilidade de cancelar a futura prova. Nos últimos dias, cresceram os rumores de que a etapa chinesa será cancelada. No fim de janeiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou emergência de saúde pública global por surto de coronavírus.

Nos últimos dias, diversos eventos esportivos agendados para a China, incluindo o Mundial Indoor de Atletismo e vários torneios pré-olímpicos, foram adiados, cancelados ou transferidos para outros países.

No automobilismo, a etapa de Sanya da Fórmula E foi cancelada no fim de semana. A prova estava agendada para 21 de março.

 

Estadão Conteúdo


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade