Torcida

Seleção Brasileira na Capital do Basquete: Brasil encara Uruguai e Colômbia em Franca pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2023

A última vez da Seleção Brasileira em Franca foi na década de 80, quando o Brasil enfrentou o timaço da cidade, com Fransergio

A Seleção Brasileira masculina está de volta à Capital do Basquete, Franca, interior de São Paulo. Após mais de três décadas, o Brasil irá enfrentar Uruguai e Colômbia na cidade que respira a modalidade. Os duelos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2023 acontecem nos dias 25 e 28 de fevereiro, no Ginásio Pedrocão, casa francana, numa parceria da Confederação Brasileira de Basketball com o SESI Franca Basquete. A última vez da Seleção Brasileira em Franca foi na década de 80, quando o Brasil enfrentou o timaço da cidade, com Fransergio, Robertão e Hélio Rubens em amistoso no Pedrocão.

“Para nós é uma satisfação voltar à cidade de Franca com a Seleção Brasileira. Uma cidade que respira basquete, que tem uma história gigantesca na modalidade e casa de ídolos que temos como Hélio Rubens, Toto, Fransergio, Fausto, Chuí, entre outros grandes nomes. E que eu tive a honra de defender como jogador, na década de 80, atuando em um Sul-Americano, quando fomos vice-campeões, ao lado de Robertão, Hélio Rubens, Fausto, Guerrinha. Temos certeza que será uma festa para o basquete brasileiro, com o Pedrocão lotado nas duas partidas”, disse o presidente da CBB, Guy Peixoto Jr.

O Ginásio Poliesportivo Pedro Morilla Fuentes é um dos templos do basquete nacional. Inaugurado em 1975, tem capacidade para 6 mil pessoas e foi local de diversas páginas da história do basquete nacional, levando o apelido de Pedrocão, um dos grande incentivadores do esporte na cidade.

O Pedrocão é casa do SESI Franca, fundado em 1959 e com uma extensa lista de títulos: 11 Campeonatos Brasileiros, 4 Pan-Americanos de Clubes, 1 Liga Sul-Americana, 6 Sul-Americanos de Clubes Campeões e 14 Campeonatos Paulistas. Por lá, passaram nomes históricos como Anderson Varejão, Adilson, Gilson, Fransérgio Garcia, Hélio Rubens, Josuel, Guerrinha, Leandrinho, Robertão, Toto Garcia, Sandro Varejão, Benite, Valtinho, Sílvio Malvezi, entre outros.

“É um evento importantíssimo para a cidade e para o basquete brasileiro. Traz a Seleção Brasileira para a Capital do Basquete. Cria um link com a torcida e isso também injeta nos jogadores um sentimento de brasilidade, de pátria, e oferece ao público de Franca a oportunidade de ver a elite do basquete brasileiro jogando in loco, na cidade, que é sagrado para o basquete, o Pedrocão, e é um orgulho para a cidade receber a nossa Seleção Brasileira”, disse Lula Ferreira, supervisor do SESI Franca.

Brasil nas Eliminatórias

A Seleção Brasileira começou as Eliminatórias da Copa do Mundo com duas vitórias em novembro do ano passado, batendo o Chile por duas vezes em bolha feita em Buenos Aires, em jogos que marcaram a estreia do técnico Gustavo De Conti no comando da equipe. Na primeira fase, o Brasil está no Grupo B, ao lado também de Colômbia e Uruguai.

Pelo formato de disputa das Eliminatórias, as 16 Seleções das Américas são separadas na primeira fase em quatro grupos com quatro equipes, formando os Grupos A, B, C e D, com jogos de ida e volta dentro dos grupos, totalizando seis partidas. Os três melhores de cada chave avançam para a segunda fase, quando serão formados os Grupos E e F, com seis equipes em cada uma, com a seguinte formatação: Grupos A + C formam o Grupo E; e os Grupos B + D formam o Grupo F.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Neste segundo momento, todas as equipes carregam os resultados da primeira fase, e jogam apenas contra as equipes que não enfrentaram ainda. Pelo sorteio, o Brasil teria três rivais pela frente no futuro Grupo F, entre Estados Unidos, Porto Rico, México e Cuba, também com jogos de ida e volta. Os três primeiros após o fim dos duelos + o melhor quarto colocado entre os Grupos E e F se classificam para a Copa do Mundo 2023, somando sete postos das Américas na competição.

A Copa do Mundo acontece entre os dias 25 de agosto e 10 de setembro de 2023, com Japão, Filipinas e Indonésia dividindo o direito de sediar a disputa. A competição terá 32 equipes, com oito grupos de quatro equipes na primeira fase. Os dois melhores times de cada grupo avançam para a fase seguinte da Copa do Mundo, quando formam um novo grupo de quatro equipes contra rivais de outra chave. Os dois melhores vão para o mata-mata a partir das quartas de final.

Matéria publicada em 17 de janeiro de 2022 18:24

Redação Jornal de Brasília

Notícias Recentes

Inundações deixam cerca de 60 mortos em Bangladesh e na Índia

Os socorristas ainda se esforçam para ajudar milhões de pessoas isoladas. Foram registrados 10 óbitos em Bangladesh, e 50, na…

22 de maio de 2022

Carro capota e colide em árvore no Pistão Sul

Durante o acidente, a motorista, de 23 anos, provavelmente sem cinto de segurança, foi lançada para fora do carro

22 de maio de 2022

Perseguição policial termina em acidente na EPIA Sul e duas pessoas feridas

Segundo o CBMDF, durante a perseguição, o suspeito perdeu o controle do carro na alçada da EPGU com a EPIA,…

22 de maio de 2022

Bancada evangélica já alcança 80% dos partidos

O estudo aponta que apenas 62 dos 4.879 projetos propostos na pauta de costumes na Casa foram efetivamente aprovados

22 de maio de 2022

Futebol solidário arrecada 60 toneladas de alimento

Com a ajuda de grupos católicos, espíritas e candomblecistas, mais de 60 toneladas de alimento foi arrecadado

22 de maio de 2022

Serviço de bordo em voos é retomado

Em nota, a Azul disse que vai retomar o serviço, a partir de hoje, Já a Gol Linhas Aéreas anunciou…

22 de maio de 2022

This website uses cookies.