Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Pedro Solberg e Evandro voltam a vencer após decepção nos Jogos do Rio

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Apesar da eliminação precoce de Pedro Solberg e Evandro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a primeira competição após o torneio terminou com título. A dupla brasileira derrotou os americanos Phil Dalhausser e Nick Lucena, por 2 sets a 1, parciais de 21/19, 17/21 e 15/9, para erguer o troféu do Grand Slam de Long Beach, nos Estados Unidos, neste domingo (28).

A partida começou equilibrada, recheada de empates. Os americanos tinham maior domínio sobre as ações, mas não conseguiam abrir mais que dois pontos de vantagem, 8/6 no início da parcial. Depois de dois erros de ataque dos brasileiros, a dupla conseguiu finalmente ampliar para 14/11.

Solberg e Evandro precisaram suar para se aproximarem dos americanos no placar. Em um erro de ataque, a dupla do Brasil conquistou o empate, 17/17. Com a igualdade, a dupla cresceu. Dois belos pontos, de bloqueio e ataque, para virar a partida para 19/17. Evandro cravou a bola no chão, para fechar a parcial em 21/19.

No segundo set, mais equilíbrio. Os brasileiros pareciam mais confiantes, atuando bem no bloqueio e fechando as portas para a dupla anfitriã, marcando 5/3. Dalhausser e Lucena seguiram martelando, suficiente para empatar a partida em 8/8. Um belo block de Evandro e um erro da dupla americana, dois pontos de vantagem novamente, 11/9.

Após o tempo técnico, os americanos passaram a pressionar. A dupla envolveu Solberg e Evandro, e assumiu a liderança no placar, 15/14. Os brasileiros ainda chegaram a empatar, mas não conseguiram impedir a equipe de marcar 19/16. No set point, a dupla americana aproveitou a falta de bloqueio, para cravar a parcial em 21/17.

No tie-break, o Brasil começou ligeiramente melhor, abrindo 5/3. Apesar do bom bloqueio de Dalhausser, foi Evandro que se sobressaiu no fundamento. O brasileiro fechou a porta para a dupla americana, esticando a vantagem para 8/4. Os visitantes melhoraram ainda mais a diferença, 13/8. Dois pontos depois, vitória brasileira, 15/9.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade