fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Itália vence a Espanha e vai enfrentar a Alemanha pelas quartas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

No confronto mais esperado das oitavas de final da Eurocopa, a Itália superou a Espanha por 2 x 0, em Saint-Denis, nesta segunda-feira (27), e alcançou as quartas de final do torneio continental. Os gols foram marcados pelo zagueiro Chiellini e pelo centroavante Pellè.

A partida marcou o reencontro entre as duas equipes, que se enfrentaram na final da edição de 2012, disputada na Polônia e na Ucrânia. Na ocasião, a Fúria dominou a decisão, marcando 4 x 0, garantindo o título europeu de seleções.

Nas quartas de final, a Itália terá mais um clássico pela frente. No sábado, às 16h (de Brasília), em Bordeaux, a Azzurra encara a atual campeã mundial, a Alemanha. O confronto reeditará a semifinal da Euro em 2012, quando os italianos venceram por 2 x 1, com dois gols de Balotelli.

Domínio italiano

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira finalização foi italiana. Aos 5 minutos, Éder recebeu na área, mas bateu fraco, facilitando o trabalho de De Gea. Dois minutos depois, o goleiro espanhol salvou cabeçada de Pellè.

Aos 10, mais uma vez o arqueiro do Manchester United brilhou, dessa vez em bicicleta de Giaccherini. A bola ainda bateu na trave antes de sair.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois dos sustos iniciais, a Espanha conseguiu controlar mais a partida, ainda que sem criar chances de gol. Com a bola nos pés, os ibéricos deram descanso a De Gea.

Aos 27, Iniesta fez Buffon trabalhar pela primeira vez, em chute de fora da área. O goleiro italiano defendeu sem maiores problemas. Porém, logo depois, a Itália chegou ao gol.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 32, o brasileiro naturalizado Éder bateu falta, o goleiro espanhol salvou no primeiro momento, dividiu com Giaccherini, mas, na terceira tentativa, Chiellini empurrou para as redes: Itália 1 x 0.

Depois do gol, nos minutos finais da primeira etapa, os comandados de Vicente Del Bosque passaram a agredir um pouco mais, tocando a bola em busca do espaço para chegar ao gol da Itália.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Eficiente, a Azzurra conseguiu se defender bem, e no contra-ataque quase fez o segundo. Giaccherini arrematou no alto, e De Gea fez novo milagre, evitando o segundo gol, no último minuto da primeira etapa, que terminou 1 x 0.

Espanha aperta no segundo tempo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No segundo tempo, a Espanha voltou atacando a Itália, que a cada minuto se fechava mais, segurando a vantagem. Aos 8, o brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta entrou para reforçar a marcação do time de Antonio Conte.

Mais uma vez no contra-ataque, a Azzurra teve grande chance aos 9. Éder saiu na cara de De Gea e, novamente, o arqueiro brilhou, abafando a finalização do atacante. Sete minutos, a Itália chegou novamente, em bola que passou pela área sem ninguém para empurrar para as redes.

A grande chance espanhola veio aos 24, quando o atacante Aduriz teve espaço para arrematar de primeira, mas a bola, rasteira, passou à direita de Buffon. No minuto seguinte, Sergio Ramos cabeceou por cima do travessão.

Aos 30, Iniesta finalizou de primeira e o goleiro italiano salvou. No minuto seguinte, Piqué também testou o arqueiro, que impediu o empate novamente, espalmando para fora da área.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos minutos finais, já no desespero, a Fúria lançou-se toda ao ataque, incluindo os defensores. O zagueiro Piqué, aos 44, teve grande oportunidade, e Buffon brilhou novamente, para salvar os italianos.

Porém, com o espaço cedido, os espanhóis sofreram o segundo. Aos 45, em contra-ataque, Pellè recebeu passe de Darmian e bateu firme, superando De Gea e confirmando a classificação italiana: 2 x 0, placar final.

ITÁLIA 2 x 0 ESPANHA

Local: Estádio Stade de France, em Saint-Denis (França)

Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia)

Assistentes: Bahattin Duran (Turquia) e Tarik Ongun (Turquia)

Cartões amarelos: De Sciglio, Pellè, Thiago Motta (Itália), Nolito, David Silva, Busquets (Espanha)

Gols: Chiellini, aos 32 minutos do primeiro tempo, e Pellè, aos 45 minutos do segundo tempo

ITÁLIA: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Florenzi (Darmian), De Rossi (Thiago Motta), Parolo, Giaccherini e De Sciglio; Éder (Insigne) e Pellè. Técnico: Antonio Conte

ESPANHA: De Gea; Juanfran, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Fàbregas e Iniesta; David Silva, Nolito (Aduriz) (Pedro) e Morata (Lucas Vázquez). Técnico: Vicente Del Bosque




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade