fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Gol de Quaresma na prorrogação classifica Portugal para as quartas de final

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em um jogo morno, que guardou toda a emoção para os minutos finais da prorrogação, Portugal conseguiu de maneira dramática a vaga nas quartas de final da Eurocopa após vencer a Croácia por 1 x 0, com gol de Quaresma a quatro minutos das penalidades máximas.

O confronto tinha tudo para ser eletrizante. Entretanto, o que se viu foi uma partida parada, um futebol truncado e atuações decepcionantes. No tempo normal, nenhuma das equipes conseguiu finalizar no gol. A estatística parecia se manter na prorrogação, mas os cinco minutos finais deixaram o coração de portugueses e croatas na boca, e definiram a permanência lusa no torneio.

Os astros do Real Madrid deixaram a desejar para o torcedor que tinha grandes expectativas para o confronto. Do lado da Croácia, o meia Modric apareceu pouco, apenas com cortes ou passes pontuais no meio de campo. O português Cristiano Ronaldo, sempre na artilharia dos torneios que disputa, também decepcionou com uma atuação sem brilho. Restou a Quaresma marcar para sua seleção e garantir o avanço para as quartas de final, que jogará contra a Polônia.

O jogo 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A bola começou a rolar em posse da Croácia. Modric tentou o primeiro passe pela esquerda, com Perisic, mas acabou forçando demais e mandando pela linha lateral. Aos cinco minutos, Rakitic avançou em velocidade pelo meio e lançou para o atacante Mandzukic, mas Rui Patrício ficou com a bola após desvio de Pepe.

Aos 18, os portugueses chegaram pressionando no ataque, com troca de passes entre Cristiano Ronaldo, André Gomes e Raphael Guerreiro. O lateral cruzou para a área, mas o zagueiro Corluka afastou o perigo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 24 minutos, boa chance para Portugal. Após a cobrança de falta de Guerreiro, Pepe subiu sozinho para cabecear, mas mandou por cima da meta. Nos minutos finais, os portugueses agiram com mais agressividade e fizeram muitas faltas nos adversários.

A Croácia dominou o primeiro tempo em termos de posse de bola: 62% para os croatas, contra 38% para os portugueses. Entretanto, apesar dos números, não criaram boas oportunidades de gol. O jogo foi pouco movimentado na primeira etapa, marcado por muitos erros – tanto nos passes como nas finalizações – e pouca criatividade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 16 minutos do segundo tempo, Srna cobrou falta pela direita e Vida subiu para cabecear. O zagueiro pegou bem e quase conseguiu abrir o placar para a Croácia, mas a bola passou por fora do gol, com muito perigo. Esta foi a melhor chance dos croatas em toda a partida.

Aos 21, Cristiano Ronaldo recebeu, na grande área, bom lançamento de William Carvalho. O astro conseguiu dominar de peito, mas Vida desarmou o jogador e, assim, afastou a bola em uma das poucas vezes em que Portugal chegou perto da meta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

No último lance do tempo normal, o torcedor croata fez muito barulho para o escanteio. Rakitic cobrou na primeira trave e Cristiano Ronaldo fez o corte.

O primeiro tempo da prorrogação seguiu da mesma forma: pouca criatividade e muita dificuldade das seleções em organizar passes e construir jogadas. A melhor oportunidade de marcar foi de Kalinic, aos seis minutos. O atacante recebeu na frente, contou falha de Fonte na marcação e, na hora de finalizar, chutou mal, completamente sem direção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao que parece, todas as emoções ficaram reservadas para o segundo tempo da prorrogação. Aos dez minutos, Perisic se infiltrou pela esquerda e conseguiu cruzamento para a área, mas não encontrou ninguém para finalizar, configurando um desperdício doído para a Croácia. No lance seguinte, mais pressão croata com o cabeceio de Perisic, salvo pelo goleiro Rui Patrício.

No entanto, no minuto seguinte, Renato Sanches disparou pelo meio no contra-ataque. Ele abriu com Nani à direita, que encontrou Cristiano Ronaldo na área. O ídolo bateu cruzado, e o goleiro Subasic se desdobrou para fazer excelente defesa. O rebote, entretanto, sobrou para Quaresma que, livre, marcou para Portugal e definiu a partida.

CROÁCIA 0 x 1 PORTUGAL

Local: Estádio Bollaert-Delelis, em Lens (França)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Árbitro: Carlos Velasco Carballo (Espanha)

Assistentes: Roberto Alonso (Espanha) e Juan Yuste (Espanha)

Gol: Quaresma aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação

CROÁCIA: Subasic; Srna, Corluka (Kramaric), Vida e Strinic; Brozovic, Modric, Rakitic (Pjaca), Badelj e Perisic; Mandzukic (Kalinic). Técnico: Ante Cacic

PORTUGAL: Rui Patricio; Cédric, Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro; João Mario (Quaresma), Adrien Silva (Danilo Pereira), William Carvalho e André Gomes (Renato Sanches); Nani e Cristiano Ronaldo. Técnico: Fernando Santos




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade