Menu
Futebol

Fifa aprova teste de arbitragem com auxílio de vídeo: ”Fizemos história”

Arquivo Geral

03/09/2016 10h19

REUTERS/Benoit Tessier

A inovação dos Árbitros Assistentes de Vídeo foi aprovada por Gianni Infantino, presidente da Fifa. Em entrevista concedida na cidade italiana de Bari, o mandatário da maior entidade do futebol classificou os testes realizados no amistoso entre Itália e França como “muito positivos”.

O sistema VAR (sigla em inglês) permite que assistentes da arbitragem vejam imagens da partida em um local isolado e troquem opinião com o árbitro em campo no caso de jogadas duvidosas. O método já é utilizado com sucesso em outros esportes como na NFL (Liga de Futebol Americano).

“Escrevemos uma página de história do futebol. Finalmente, após muitos anos de palavras, passamos aos fatos. Agradeço a Federação de Futebol Italiana pela disponibilidade, foi uma experiência muito positiva. Amamos o futebol e temos que protegê-lo sem alterar sua natureza”, disse Infantino.

Após o jogo que terminou em vitória francesa por 3 a 1, o mandatário destacou que a Fifa promoveu o sistema VAR para evitar que “todo o mundo veja uma ação importante, e que o único que não possa ver seja o árbitro, porque está proibido”.

“Temos que ver se é possível ajudar o árbitro sem alterar a essência do jogo, mas nunca tínhamos feitos testes para saber se funciona. Seguiremos até 2018, depois a IFAB (Assossiçaõ que determina as regras do futebol) decidirá”, acrescentou.

Até o momento, o sistema testado pela Fifa contempla a validação de um gol, cartões amarelos e vermelhos, e as confusões de identidade entre jogadores. Kuipers, árbitro responsável por apitar a partida teste, aprovou a medida.

“É melhor para todos, inclusive para os diretores da partida, que estão mais tranquilos. Eles aceitavam as decisões com mais serenidade”, concluiu.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado