Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Estreante na Seleção, lateral Fagner fala em momento único para a carreira

Publicado

em

Convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira, o lateral direito Fagner classificou a oportunidade como um “momento único” para a carreira. O jogador do Corinthians foi chamado pelo técnico Tite para defender o time nos jogos contra o Equador, no dia 1 de setembro, em Quito, e diante da Colômbia, no dia 6, em Manaus.

“Eu fiquei muito feliz com minha primeira convocação. Eu gostaria de agradecer a Deus, aos meus familiares, que sempre estão ao meu lado, e aos meus companheiros, que me ajudaram a chegar à Seleção. Esse é um momento único na vida de qualquer atleta. É continuar o trabalho que vem sendo feito com muita humildade e com os pés no chão”, disse.

Fagner trabalhou com Tite nos tempos de Corinthians e se tornou um dos homens de confiança do atual treinador da Seleção Brasileira. Durante a entrevista coletiva que sucedeu o anúncio da primeira convocação, o comandante abordou a relação com jogadores que já foram dirigidos por ele em clubes e negou dar privilégios a quem chamou de “parças”. Ele disse que todos os nomes garantiram um lugar na equipe por méritos próprios.

Outro ex-jogador corintiano que foi vitorioso sob o comando de Tite é o zagueiro Gil. Assim como Fagner, o atleta do Shandong Luneng, da China, também foi convocado para defender a Seleção. “É sempre uma satisfação poder defender o Brasil. Fico feliz por ser lembrado mais uma vez. Seguirei tralhando forte para atuar pelo nosso país. Serão dois jogos difíceis, em uma competição muito importante”, afirmou.

As partidas contra Equador e Colômbia serão válidas pelas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2018. Elas serão importantes para decidir o futuro do Brasil na competição. Com nove pontos, o time ocupa só a sexta colocação e está fora da zona classificatória para o Mundial da Rússia.


Você pode gostar
Publicidade