fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Futebol

De virada, França passa pela Irlanda e avança para as quartas da Euro

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A França mantém vivo o sonho de conquistar a Eurocopa em casa. Neste domingo, os Bleus sofreram, mas venceram a Irlanda por 2 a 1, de virada, e garantiram presença nas quartas de final da competição. O adversário dos franceses na próxima fase, que será realizada no dia 3 de julho, às 16h (de Brasília), sairá do confronto entre Inglaterra e Islândia.

A Irlanda se mostrou um adversário difícil para a França, saindo na frente logo no primeiro minuto de partida, em cobrança de pênalti de Brady. Os donos da casa tentaram de todas as formas empatar ainda no primeiro tempo, mas não conseguiram e foram para o intervalo em desvantagem.

Na etapa final, Deschamps colocou o time para frente, tirando um volante e pondo um atacante. A postura ofensiva da França deu resultado e em quatro minutos a equipe virou o jogo, com dois gols de Griezmann. A Irlanda se abalou com a virada e ficou em situação complicada com a expulsão do zagueiro Duffy, aos 20 minutos. Com um a mais, os franceses mantiveram a superioridade e até criaram chances para ampliar.

O jogo – A partida começou de forma atípica. Logo com um minuto de bola rolando, a Irlanda teve um pênalti. Pogba derrubou Long dentro da área e o árbitro italiano Nicola Rizzoli apontou para a marca da cal. Brady foi para a cobrança e, deslocando o goleiro Lloris, abriu o placar em Lyon. A bola ainda tocou na trave antes de balançar as redes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A desvantagem no início do jogo fez com que a França buscasse mais o ataque. Na marca de sete minutos, Payet teve boa chance em cobrança de falta, mas mandou nas mãos de Randolph. Na sequência, Pogba cruzou da esquerda e Griezmann cabeceou para fora. Aos 11, Griezmann cruzou na cabeça de Giroud, porém Duffy apareceu para desviar antes do atacante francês.

Mesmo com a pressão da França, a Irlanda não abria mão de atacar quando tinha oportunidade. Aos 20 minutos, Murphy aproveitou espaço dentro da área e bateu no canto esquerdo de Lloris, que se esticou para fazer a defesa. Os franceses responderam logo depois, em cobrança de falta de Pogba defendida por Randolph.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com Giroud como referência no ataque, a França apostava nas bolas aéreas para o centroavante, porém a defesa irlandesa levava vantagem. Por outro lado, a bola área da Irlanda gerava perigo. Aos 41 minutos, Duffy desviou de cabeça após cobrança de falta e assustou o goleiro Lloris.

Os franceses voltaram a pressionar nos minutos finais do primeiro tempo e quase empataram aos 45 minutos. Matuidi apareceu bem pela direita e cruzou rasteiro para a área. A zaga irlandesa não afastou e a bola sobrou para Giroud, que rolou para Payet. O camisa 8 deixou um adversário no chão, mas foi bloqueado na hora da finalização. Griezmann ficou com a sobra, mas também teve seu chute travado e a Irlanda foi para o intervalo em vantagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A França voltou para o segundo tempo disposta a igualar o marcador rapidamente. Deschamps tornou o time mais ofensivo tirando o volante Kanté para colocar o atacante Coman. Logo com dois minutos, os Bleus tiveram uma boa chance para empatar. Payet cobrou falta para a área, Pogba desviou no meio e Koscielny tentou completar na segunda trave, mas cabeceou para fora.

A Irlanda marcava com todos os jogadores atrás da linha da bola e esperava uma oportunidade para ampliar. Aos seis minutos, por pouco não saiu o segundo o gol. No contra-ataque, McClean recebeu na esquerda e cruzou rasteiro. A bola passou por Murphy e ia chegar para Long, mas Lloris interveio e fez importante defesa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

A França seguiu pressionando e voltou a levar perigo aos dez minutos, em chute de fora da área de Matuidi defendida por Randolph. A pressão francesa deu resultado e aos 12 minutos saiu o empate. Payet abriu na direita para Sagna, que levantou na área. Griezmann apareceu livre para cabecear com estilo e deixar tudo igual. Aos 16, veio a virada. Giroud recebeu lançamento e escorou de cabeça para Griezmann, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro para colocar os franceses na frente.

A situação ficou pior para a Irlanda na marca de 20 minutos. Além de ter sofrido a virada, os irlandeses ficaram com um jogador a menos por causa da expulsão do zagueiro Duffy que, como último homem, derrubou Griezmann na entrada da área. O próprio Griezmann cobrou a falta, mas a bola desviou nas costas de Giroud e saiu pela linha de fundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de ter passado a frente, a França não parava de atacar. Aos 30 minutos, Gignac, que entrou no lugar de Giroud, recebeu na área e bateu rasteiro, mas Randolph defendeu. Em seguida, o mesmo Gignac acertou o travessão, em chute colocado do lado esquerdo da área. Aos 35, Matuidi obrigou Randolph a fazer grande defesa. Aos 40, Matuidi apareceu sozinho pela esquerda e cruzou para Gignac, que desviou para fora. Aos 47, Payet deixou Griezmann na cara do gol, mas Randolph evitou o terceiro, embora não tenha evitado a eliminação irlandesa.

FRANÇA 2 X 1 IRLANDA

Local: Stade des Lumières, em Lyon (França)

Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assistentes: Elenito Di Liberatore (ITA) e Mauro Tonolini (ITA)

Cartões amarelos: Kanté, Rami (França); Coleman, Hendrick, Long (Irlanda)

Cartão vermelho: Duffy (Irlanda)

Gols: Brady, aos dois minutos do primeiro tempo, e Griezmann, aos 12 e aos 16 minutos do segundo tempo

FRANÇA: Lloris, Sagna, Rami, Koscielny e Evra; Kanté (Coman, depois Sissoko), Matuidi e Pogba; Payet, Griezmann e Giroud (Gignac). Técnico: Didier Deschamps

IRLANDA: Randolph, Coleman, Keogh, Duffy e Ward; McCarthy (Hoolahan), Hendrick, McClean (O’Shea) e Brady; Long e Murphy (Walters). Técnico: Martin O’Neill




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade