Futebol

Brasileiro Éder dá vitória e classificação para a Itália na Eurocopa

Por Arquivo Geral 17/06/2016 7h34
REUTERS/ Michael Dalder Livepic

Se a Seleção Brasileira fracassou na Copa América, pelo menos um representante do país pentacampeão mundial brilhou. Nesta sexta-feira, em Toulouse, o brasileiro naturalizado italiano Éder marcou o gol da vitória da Itália sobre a Suécia, por 1 x 0, em partida morna, válida pela segunda rodada do Grupo E da Eurocopa. O placar, apesar de magro, garantiu à Azzurra a classificação antecipada para as oitavas de final no torneio.

O confronto entre italianos e suecos deixou a desejar. Lançamentos e passes errados, dificuldade em avançar e pouca criatividade marcaram o choque entre as duas equipes. Apesar da bonita festa amarela na arquibancada, protagonizada pela torcida sueca, que nunca decepciona, a estrela de Ibrahimovic não brilhou contra a seleção de Antonio Conte. A Suécia, com um empate e uma derrota, se complicou na competição.

A partida começou com erros na troca de passes, ainda no meio de campo. Os suecos garantiram a posse e partiram para o ataque, com cruzamento de Olsson barrado pelo corte de Bonucci. Aos dois minutos, em disputa no alto, na área, Ibrahimovic cometeu a primeira falta do jogo, no zagueiro Chiellini. A Itália tentou trocar passes em seu campo de defesa para armar a ofensiva, mas teve dificuldades. A Suécia chegou com perigo com Ibra e Forsberg, mas o lance foi paralisado devido à falta do meia.

Aos 16 minutos, Ibrahimovic tocou para Guidetti tentar a finalização. A zaga italiana, que teve que trabalhar bastante até então, conseguiu o corte. Aos 18, em boa aproximação pela direita, Candreva cruzou, esperando a movimentação italiana. Entretanto, foi o goleiro Isaksson quem se mexeu e afastou a bola. Apesar de atacar menos, a Itália chegou com mais perigo à meta. A seleção sueca trocou mais passes e atacou mais vezes. Entretanto, não houve nenhuma chance clara de gol.

Aos 42 minutos, talvez no lance mais perigoso para a Suécia, Ekdal lançou para o meio da área italiana e a bola passou por todos os jogadores, sobrando no pé de Ibrahimovic. O camisa 10 tentou o domínio, mas foi desarmado. Na cobrança de escanteio, Ibra, de novo, conseguiu cabecear, mas mandou para a linha de fundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deixando a desejar, as duas equipes falharam muito no quesito criação, além de terem errado muitos passes e lançamentos. Quando o árbitro apitou o fim do primeiro tempo, os números apontaram 59% de posse de bola sueca.

A Itália voltou do intervalo um pouco mais disposta, e melhorou um pouco nas jogadas ofensivas. Criou mais que a Suécia na segunda etapa, mas ainda sem agradar ao torcedor. Aos 16 minutos, Giaccherini recebeu bom cruzamento de Parolo na área, mas a forte trombada do zagueiro sueco acabou com qualquer chance de marcar. Aos 18, Ibrahimovic foi acionado nas costas da zaga italiana, e arrancou rumo à meta de Buffon. No entanto, estava impedido e o lance logo foi interrompido. Apostando em lançamentos – que não deram certo – a Itália seguiu tentando aumentar o volume de ataque.

Aos 27 minutos, na melhor oportunidade da Suécia no jogo, Ibrahimovic recebeu lançamento na trave direita, na cara do gol e fora do alcance de Buffon. O astro, entretanto, pegou mal na bola e mandou para o alto, muito forte, desperdiçando sua chance mais clara de marcar. De qualquer forma, o assistente marcou o impedimento, tranquilizando um pouco a equipe de amarelo – e o ídolo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 43 minutos, o ítalo-brasileiro Éder brilhou. Marcou um golaço para a Azzurra, que definiu o jogo. Após cobrança forte de lateral de Chiellini, o atacante dominou, arrancou em velocidade, passou por quatro marcadores e estufou a rede adversária.

Ibrahimovic, nervoso com o gol, arrancou a faixa de capitão do braço, mas logo a colocou de volta. Aos 44, Thiago Motta encontrou Candreva na direita do gramado, que arrancou até a entrada da área. De direita, mandou uma bomba para o gol, mas o goleiro Isaksson fez grande defesa. A Suécia, desesperada, insistiu muito no campo de ataque italiano na tentativa do empate, que não chegou.

ITÁLIA 1 x 0 SUÉCIA

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Local: Estádio Toulouse, em Toulouse (França)

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)

Assistentes: Gyorgy Ring (HUN) e Vencel Tóth (HUN)

Cartão amarelo: De Rossi (Itália)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gol: Éder aos 43 minutos do segundo tempo

ITÁLIA: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Florenzi (Sturaro), Parolo, De Rossi (Thiago Motta), Giaccherini e Candreva; Pellè (Zaza) e Éder. Técnico: Antonio Conte

SUÉCIA: Isaksson; Johansson, Lindelof, Granqvist e Olsson; Larsson, Ekdal (Lewicki), Kallstrom e Forsberg (Durmaz); Guidetti (Berg) e Ibrahimovic. Técnico: Erik Hamren

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar