fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Bélgica goleia a Hungria e vai enfrentar o País de Gales nas oitavas

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A promissora geração belga confirmou todo o seu favoritismo e goleou a Hungria por 4 x 0, neste domingo (26), em Toulouse, pelas oitavas de final da Eurocopa. Apesar da surpreendente campanha na primeira fase, os húngaros encerraram sua participação nesta edição do torneio. Os belgas enfrentam o País de Gales nas quartas de final, na próxima sexta-feira (1º de julho).

A forte seleção da Bélgica começou se impondo mais no jogo. Logo aos seis minutos, De Bruyne lançou para a área e Lukaku dominou, livrando-se de dois marcadores. O atacante tentou a finalização, mas a bola desviou e apenas saiu pela linha de fundo.

Aos dez minutos, toda a pressão belga exercida até então surtiu efeito. De Bruyne cobrou falta para o meio da área e Alderweireld, sozinho, subiu e cabeceou, abrindo o placar para sua seleção.

Aos 14, em rápido contra-ataque, Lukaku lançou para De Bruyne, que passou pelos marcadores, invadiu a área e tentou o chute cruzado. Kiraly, com os pés, mandou pela linha de fundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 23 minutos, em boa aproximação da Hungria, Dzsudzsak passou por dois marcadores e arriscou de fora da área. Courtois caiu e, com firmeza, fez a defesa.

Aos 35, De Bruyne cobrou falta com muita categoria. O goleiro Kiraly conseguiu espalmar para cima e a bola ainda bateu no travessão, deixando o torcedor belga com o grito entalado na garganta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos minutos finais, a Hungria apareceu mais no jogo. Aos 38, Lovrencsics dominou bem e arriscou uma bomba de fora da área, que passou muito perto do travessão. Aos 40, na melhor oportunidade húngara do primeiro tempo, Dzsudzsak aproveitou a sobra na entrada da área e por pouco não empatou o jogo.

A Hungria voltou melhor do intervalo. Aos oito minutos, Courtois se assustou com o lance que poderia dar o empate aos húngaros. Dzsudzsak cruzou da esquerda para Szale que, de cabeça, desviou. A bola bateu em Vermaelen e por pouco não entrou. No entanto, apesar das oportunidades, a bola continuo no domínio belga.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aos 33 minutos, Batshuayi, que acabara de entrar no lugar de Lukaku, aproveitou o cruzamento de Hazard e chutou para o fundo da rede, marcando o segundo tento belga.

A pressão continuou e, aos 35, Hazard fez jus à camisa 10. Em belíssimo lance, o meia se aproximou pela esquerda, passou pela defesa, limpou para a direita e finalizou com categoria, marcando o terceiro para a Bélgica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Aos 44 minutos, Ferreira Carrasco confirmou o passeio e marcou o quarto da Bélgica. Com assistência de Nainggolan, invadiu a área e bateu, sem deixar nenhuma chance para o goleiro Kiraly.

HUNGRIA 0 x 4 BÉLGICA

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Local: Estádio Municipal de Toulouse, em Toulouse (França)

Árbitro: Milorad Mažic (SER)

Assistentes: Milovan Ristić (SER) e Dalibor Djurdjević (SER)

Cartões amarelos: Kadar, Lang, Elek, Szalai (Hungria); Vermaelen, Batshuayi, Fellaini (Bélgica)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gols: Alderweireld aos 10 minutos do primeiro tempo; Batshuayi aos 33, Hazard aos 35 e Ferreira Carrasco aos 44 minutos do segundo tempo

HUNGRIA: Kiraly; Lang, Guzmics, Juhasz e Kadar; Lovrencsics, Nagy, Pinter (Nikolics), Gera (Elek) e Dzsudzsak; Szalai. Técnico: Bernd Storck

BÉLGICA: Courtois; Meunier, Alderweireld, Vermaelen e Vertonghen; Nainggolan, De Bruyne e Witsel; Mertens (Ferreira Carrasco), Lukaku (Batshuayi) e Hazard (Fellaini). Técnico: Marc Wilmots




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade