fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Futebol

Base montada por Tite é o trunfo que Cristóvão tem no Corinthians

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Cristóvão Borges confia na base deixada pelo técnico Tite e acredita ter em mãos um time com condições de ser campeão brasileiro, mas não assegura a permanência de ninguém entre os titulares. Para o treinador, que terá pouco tempo para treinar uma equipe até o final do mês, com jogos no meio e nos finais de semana, serão os próprios atletas que vão se escalar.

A princípio, a disputa que mais chama atenção é no gol, entre Cássio e Walter. O primeiro é ídolo da torcida e foi figura importante nas conquistas recentes, enquanto o segundo mantém uma ótima média em suas apresentações, tanto que tomou a titularidade do companheiro. “Eu cheguei, só dei um treino e eles não participaram. É lá no campo que resolve”, assegurou Cristóvão, que acredita na recuperação de Cássio para a partida de quarta-feira.

O camisa 12, que admitiu ter falhado no gol do Botafogo, em Itaquera, não foi a campo no trabalho da manhã de segunda, no CT Joaquim Grava, por suspeita de sinusite. Medicado, ele é esperado para trabalhar normalmente no gramado nesta tarde. “Walter sentiu a coxa, Cássio passou mal. São situações que acontecem. Mas acredito que o Cássio treine e vá para o jogo”, explicou o treinador.

Outro setor indefinido do Alvinegro é o ataque, mas por conta da pouca produtividade das opções. André e Luciano não conseguem engrenar como goleadores, tanto que ambos ficaram no banco de reservas contra os cariocas. Romero, utilizado na partida, até teve boa participação, mas só quando foi reposicionado no lado direito. A chegada de um novo treinador, por sinal, é vista pelos próprios atletas como uma chance renovada de atuar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É trabalhando que vamos conseguir o que queremos, não adianta. Tem que continuar treinando, esperando oportunidade e aproveitar quando tiver. No nosso time todo o mundo se respeita e se ajuda, não tem inveja. Pode contar comigo porque vou trabalhar bastante”, comentou o centroavante André, talvez o de mais “nome” entre os postulantes à vaga, mas que ficará parado por um mês devido a uma cirurgia na virilha.

Sobre a formação que vai encarar o Galo, no entanto, Cristóvão evita se estender muito sobre o assunto. A ideia é esperar a recuperação física dos jogadores para montar um esquema. “Depois do jogo já procuramos conversar com os jogadores. Chegamos cedo hoje (segunda), tivemos reunião com diretoria e comissão técnica para alinhar os detalhes e ver as condições clínicas de todo mundo. Amanhã (terça) será um dia de definições”, explicou.

Com 16 pontos, o Alvinegro, atual campeão nacional, é o quarto colocado do Campeonato Brasileiro, três atrás do líder Palmeiras. O Galo, por sua vez, começou mal a disputa e saiu da zona de rebaixamento apenas na última rodada, com uma vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta. Os mineiros têm 10 pontos conquistados.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade