Jornal de Brasília

Informação e Opinião

  • Edição Digital

    Ad

JBr TV

JBr Saúde

Durante muito tempo, cultivou-se a ideia de que a imprensa não deveria falar sobre suicídio. Tornou-se um tema tabu. E preocupante, porque infelizmente há um grande número de pessoas que todos os anos atentam contra as próprias vidas.

Por causa disso, o JBrSaúde desta semana vai na linha oposta, acentuando que é preciso, sim, falar sobre suicídio. O que não se recomenda é a cobertura sensacionalista. A divulgação de uma tragédia pessoal apenas com fins midiáticos. Ou que venha a fazer de alguma forma promoção ou incentivo do suicídio. O que é preciso é discutir o fenômeno, suas causas e como contribuir para preveni-lo.

Nesse sentido, Estevão Damázio recebe esta semana no programa o psiquiatra do Hospital da Criança, Rafael Vinhal. Ele explica como o tema deve ser abordado e a importância de discutí-lo neste Setembro Amarelo, mês dedicado justamente à prevenção ao suicídio.

JBr Saúde #028 – Precisamos falar sobre suicídio
JBr News
JBr News #261 – Ministro da Saúde ou ministro do Vírus?
JBr Literatura

Thiago Medeiros é um autor megalomaníaco nascido e criado em Caruaru, no interior de Pernambuco. Com uma escrita que tira o leitor de seu lugar comum o nosso entrevistado que tem dois livros publicados, um de poesia, “Cidade Finada”, e um de contos, “Claro é o mundo à minha volta”, nos brinda de forma com a sua simpatia. Neste ano lançou o livro de poemas “Sou A Pronúncia Do Teu Nome”, Thiago. O escritor que faz um mestrado em Filosofia na UFPE se prepara para escrever seu primeiro romance.

Autor caruaruense traz reflexões em cima de sua própria vivência em poemas do livro “Sou A Pronúncia Do Teu Nome”. No livro “Sou A Pronúncia Do Teu Nome” este Caruarense traz temáticas importantes, trabalhadas de formas variadas na sua escrita. O autor revela que baseou em fato ocorrido na sua vida, a bipolaridade agora compartilhada com os seus leitores que tratam sobre o corpo, a memória e a religiosidade. O livro é dividido em 7 partes, cada uma delas refletindo um aspecto das temáticas abordadas pelo autor. “Costumo dizer que escrevo sobre uma tríade: Memória, Corpo e Religiosidade, não apenas separadamente, mas como essas ideias convergem entre si. Isso está explícito na separação do livro em zonas temáticas”, explica Thiago.

Na zona “Sou a pronúncia do teu nome”, que também intitula a obra, o transtorno de bipolaridade é tratado pelo autor baseado em sua vivência e memórias. “Fui diagnosticado em 2018, e essa parte do livro fala principalmente sobre a surpresa da descoberta. A relação com os remédios, que me tolhiam a criatividade, a compreensão sobre os ciclos das crises, tudo isso serviu de material para a composição desta zona”, conta o escritor. A obra ainda desenvolve temas sociais, como xenofobia, e também temas sobre relacionamentos familiares e amorosos.
Veja os 7 títulos que nomeiam as zonas do livro:

“Do que se trata”
“Viagem ao Masp”
“Sou a pronúncia do teu nome”
“Meus pés não condizem com calendários”
“Sussurrei e foi mais alto que o céu”
“Três confissões sobre a cria das abelhas”
“Um dente para cada amor e quatro sisos sobressalentes”

Confira a entrevista:

Nós que aqui estamos – Editora Urutau
Antologia Poética composta por 36 escritores
Organização: Thiago Medeiros

Coletânea organizada por Thiago Medeiros está gratuita na internet

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nós que aqui estamos” reúne poemas de 36 escritoras e escritores da região Nordeste A coletânea organizada pelo escritor Thiago Medeiros intitulada “Nós que aqui estamos” está disponível online gratuitamente na plataforma Issu, que pode ser acessada pelo link na biografia do instagram da editora Arrelique, pela qual ocorreu a publicação.
A obra reúne poemas de 36 escritoras e escritores nordestinos. Para quem desejar ter a obra ,o e-book está disponível também na Amazon por R$ 1,99. “‘Produzir arte no Brasil é um constante furar de bolhas’”, afirma Thiago, que não apenas organizou a obra como teve um papel importante na identidade que ela teria. Seu orgulho por produções nordestinas motivaram todo o projeto. “Nós que aqui estamos” , segundo comunicado da editora Arrelique é sobre“escancarar que nós que aqui estamos produzimos arte e de excelente qualidade, nós que aqui estamos não podemos ser colocados apenas como literatura “regional”, nós que aqui estamos somos literatura brasileira.
Esta não se trata de uma antologia sobre literatura nordestina, é uma antologia sobre literatura
contemporânea brasileira feita por escritoras e escritores que residem no Nordeste”. Além disso, o autor também escolheu desenvolver dentro da obra um pouco sobre a sua vivência com a bipolaridade, agora partilhada com seus leitores.

JBr Literatura #027 – Entrevista com o escritor Thiago Medeiros
JBr News
JBr News #260 – O estranho mundo de Jair Bolsonaro
JBr News
JBr News #259 – Uma constrangedora pizza em NY