Siga o Jornal de Brasília

Saúde

Problemas bucais podem comprometer o desempenho de atletas

A dieta dos atletas dos atletas, que consiste em ingestão de suplementos dietéticos, bebidas esportivas, preparações de multivitaminas e substitutos de refeição, representa alto risco para uma condição bucal chamada erosão dentária

Publicado

em

Publicidade

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Cárie, erosão dentária e periodontite são as principais alterações bucais que acometem os atletas.  Apesar de interessados em assuntos relacionados à saúde do corpo, os esportistas quase sempre negligenciam a saúde bucal. As consequências da falta de cuidados orais podem a curto prazo comprometer o desempenho dos atletas e também apresentar efeitos a longo prazo, sendo responsáveis por desencadear outros problemas de saúde.          

A especialista em Periodontia, dra. Elisa Grillo, da Perio´Life, explica que a hipos salivação ou boca-seca é uma condição muito comum entre os atletas e pode ser causada por várias razões, como ansiedade, nervosismo, desidratação ou respiração bucal.  Essa diminuição do fluxo salivar favorece o aparecimento de cárie, inflamação gengival e outras infecções bucais.

 A cárie é uma alteração na mineralização do esmalte dentário causada por mudanças no pH bucal, as quais resultam em lesões na superfície dos dentes. Essas lesões são iniciadas pelo acúmulo de placa bacteriana ao redor dos dentes e quando não tratadas podem ocasionar dores agudas extremamente desconfortáveis e evoluir para um comprometimento no canal do dente.

Publicidade

Outra doença bucal muito prevalente é a periodontite ou doença periodontal (DP), que é a inflamação da gengiva caracterizada pela perda do aparato de sustentação dentária, causando mobilidade e podendo, inclusive, levar à perda do elemento dental. É uma alteração  também desencadeada pelo acúmulo de placa dental. Por seu caráter inflamatório, a periodontite ativa processos imunológicos sistêmicos, o que eleva o risco de doenças no restante do organismo, como doenças cardiovasculares, diabetes mellitus, doença pulmonar, artrite reumatoide, Alzheimer e câncer.

A dieta dos atletas dos atletas, que consiste em ingestão de suplementos dietéticos, bebidas esportivas, preparações de multivitaminas e substitutos de refeição, representa alto risco para uma condição bucal chamada erosão dentária. O termo clínico erosão dental é usado para descrever os efeitos físicos de uma perda localizada, crônica e patológica de tecido mineral que é removido quimicamente da superfície do dente por meio de ácido ou substâncias quelantes, sem envolvimento bacteriano. 

Dor, incômodo, dificuldade na alimentação, baixa estima devido aos efeitos negativos na estética do sorriso são consequências frequentes das desordens bucais porque podem levar à diminuição do desempenho dos atletas. A boa notícia é que a maioria das doenças orais são evitáveis, fáceis de tratar no início e com melhorias consideráveis se estabelecido uma rotina de manutenção periódica.

Nesse contexto, manter a cavidade oral livre de doença pode ser crucial no desempenho máximo do atleta. A saúde bucal é parte integrante da saúde geral e a proteção da saúde dos atletas é um objetivo claramente articulado durante sua trajetória.


Você pode gostar
Publicidade