Siga o Jornal de Brasília

Saúde

Brasília contra diabetes: Hospital promove atendimento gratuito para a comunidade do DF

O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países com o maior número de casos de diabetes. A fim de conscientizar a população sobre os riscos e as complicações, o CBV – Hospital de Olhos – promove atendimento gratuito para a população do Distrito Federal

Publicado

em

Publicidade

Em alusão ao Dia Mundial do Diabetes, o CBV – Hospital de Olhos – irá promover, no dia 12 de novembro, das 8h às 12h30, no estacionamento externo da instituição (L2 Sul – quadra 613), atendimento gratuito para a comunidade do Distrito Federal. O objetivo da ação é atender e alertar a população sobre os riscos e as complicações que a doença pode causar, como amputações, infartos, derrames, doença renal do diabetes e a retinopatia diabética – patologia que afeta a visão e pode causar cegueira.


A comunidade vai contar com atendimento de médicos endocrinologistas, cardiologistas, nutricionistas e psicólogos, além de técnicos voluntários. Durante a ação, serão realizados também testes de glicemia, aferição de pressão arterial e verificação de pressão intraocular, além de palestras de orientação alimentar e prevenção de doenças oculares.


O intuito do Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, é conscientizar a sociedade sobre os riscos e os principais fatores que desempenham um papel importante para o surgimento da doença, como obesidade, sedentarismo e alimentação inadequada. Este ano, o tema da campanha é “A família e o diabetes,” cujo objetivo é envolver a família na prevenção e na educação do diabetes.

Retinopatia diabética


O diabetes atinge mais de 400 milhões de pessoas no mundo, causando, anualmente, mais de 5 milhões de mortes. O surgimento da retinopatia diabética, que acomete 40% das pessoas que têm diabetes, está relacionado, principalmente, ao tempo de duração da doença e ao descontrole da glicemia. Trata-se de uma doença assintomática no início. Nos estágios mais avançados, surgem alterações visuais súbitas e indolores.


Para evitar este processo, é necessário que as pessoas com diabetes frequentem regularmente o oftalmologista para a realização do mapeamento de retina. O acompanhamento – juntamente com o controle do diabetes – impede sua evolução e, assim, a perda da visão.


Brasília contra o diabetes


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 16 milhões de brasileiros têm diabetes. O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países com o maior número de casos. Em primeiro lugar está a China, seguido da índia e Estados Unidos. Além disso, dados do Ministério da Saúde apontam que a taxa de incidência da doença cresceu 61,8% nos últimos dez anos.


O diabetes é uma doença crônica causada pela produção insuficiente e/ou má absorção de insulina – hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. A ausência total – ou parcial – desse hormônio interfere não só na queima do açúcar, mas também na sua transformação em demais substâncias, como proteínas, músculos e gordura.


Os dois principais tipo de diabetes são: tipo 1 e tipo 2. Os pacientes que apresentam diabetes tipo 1 precisam de injeções diárias de insulina para controlar a glicose no sangue. Já o tipo 2 não depende da aplicação de insulina, mas pode ser controlado por medicamentos via oral. A doença descompensada pode trazer complicações impactantes, por isso, a importância do acompanhamento com o médico especialista.


Você pode gostar
Publicidade