fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Rachel Sheherazade diz que tem sido ameaçada de morte após críticas a Bolsonaro

Apresentadora afirma que seus filhos também sofrem ameaças desde 2018, na época da emblemática greve dos caminhoneiros

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Reprodução/TV
PUBLICIDADE

A apresentadora Rachel Sheherazade contou, na madrugada desta quinta-feira (27), que vem sendo ameaçada de morte há tempos. Segundo Sheherazade, os ataques tiveram início há quase dois anos, ainda em 2018, quando fez críticas ao então candidato à presidência Jair Bolsonaro.

“Ataques em massa, ameaças de morte, ameaças contra meus filhos têm sido uma rotina desde que ousei criticar o então candidato Jair Bolsonaro, ainda no episódio da greve dos caminhoneiros em 2018”, alegou Sheherazade.

A apresentadora não atribui os ataques a Bolsonaro de forma direta, mas, para ela, o presidente “tira proveito do ódio que semeia”. “É esse ódio que inspira seus discípulos, que encoraja os covardes, que põe em cheque [sic] a própria liberdade de imprensa”, prosseguiu.

Quando o último jornalista se calar, quem irá informar? O Governo? Quando o último jornal se ajoelhar, quem vai revelar a verdade? Os poderosos?

Antes da campanha de Bolsonaro, Rachel sempre compartilhou ideias de viés político de direita. Tempos depois, a apresentadora se mostrou terminantemente contra o presidente, sua família política e suas medidas, surpreendendo aos seguidores.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade