Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Projeto sobre mandatos de dirigentes do BC é retirado da pauta da CAE do Senado

A proposta estava na pauta desta terça-feira, 22, da comissão, mas foi retirada a pedido do relator, senador Telmário Mota (Pros-RR)

Publicado

em

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Publicidade

A votação do Projeto de Lei Complementar nº 19, que trata da nomeação e da demissão do presidente e dos diretores do Banco Central (BC), foi adiada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. A proposta estava na pauta desta terça-feira, 22, da comissão, mas foi retirada a pedido do relator, senador Telmário Mota (Pros-RR).

Ainda não há previsão sobre quando o projeto será novamente colocado em pauta.

O projeto é de autoria do senador Plínio Valério (PSDB-AM). Pela proposta, a Diretoria Colegiada do BC terá nove membros: o presidente e oito diretores. Este já é o formato atual da diretoria.

O projeto prevê ainda mandatos fixos para o presidente do BC e para os diretores, a começar no primeiro dia útil do terceiro ano do mandato do presidente da República.

Este projeto proposto por Plínio Valério é mais sucinto que outras propostas de autonomia do BC que tramitam atualmente no Congresso e, inclusive, contam com apoio do governo federal e da própria autarquia.

Na Câmara, está em tramitação o Projeto de Lei Complementar nº 112, que foi apresentado pelo próprio governo este ano e trata justamente da autonomia do BC.

 

Estadão Conteúdo


Você pode gostar
Publicidade