fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Para AGU, Bolsonaro exerceu “direito de ir e vir” em passeio pelo DF

Para a AGU, o passeio “não configurou descumprimento da decisão liminar proferida por este juízo federal”

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta terça-feira (31) a Advocacia-Geral da União afirmou, em juízo, que o governo federal não alterou a política de prevenção ao novo coronavírus, mantendo as orientação do Ministério da Saúde, que incluem o isolamento social. 

A manifestação da AGU se deu após o Ministério Público Federal (MPDF) cobrar R$ 100 mil por Jair Bolsonaro descumprir essa determinação no último domingo (29) no Distrito Federal (DF). 

Para a AGU, o passeio “não configurou descumprimento da decisão liminar proferida por este juízo federal” e que se houvesse entendimento em contrário, “representaria limitação ao direito de ir e vir do chefe do Poder Executivo, em contrariedade com a Constituição”.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade