fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

“O candidato que representará nosso movimento vai trabalhar o fortalecimento da democracia”, diz Maia

Maia disse que sim, “o governo vai interferir assim como interferiu várias vezes durante essa semana”

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Guilherme Gomes
[email protected]

O presidente Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), concedeu uma entrevista coletiva, nesta segunda-feira (07), após o Supremo Tribunal Federal (STF) barrar a reeleição do parlamentar e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM).

Sobre Arthur Lira (PP-AL), líder do Centrão e candidato apoiado pelo governo de Jair Bolsonaro à presidência da Câmara, Maia reforçou que apoia o movimento Câmara Livre e o representante da sigla vai seguir a linha de pensamento.

“O candidato que representará nosso movimento vai trabalhar o fortalecimento da democracia no nosso país”, afirmou Maia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quando perguntado sobre uma possível interferência do Governo na discussão, Maia disse que sim, “o governo vai interferir assim como interferiu várias vezes durante essa semana”.

Mais cedo em outra entrevista, o chefe da Câmara lembrou que a já esperava a decisão do STF, mas que a candidatura à presidência da casa é um processo democrático. “Então, a nossa candidatura não é contra ninguém, ela não é contra o governo, ela não contra o Arthur Lira, o nosso candidato é a favor da democracia, é a favor da Câmara dos Deputados”, pontuou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Decisão do STF

O Supremo decidiu, neste domingo (6), barrar a reeleição de Maia e Alcolumbre. O relator do caso, Gilmar Mendes foi á favor, assim como Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em contrapartida, os ministros Marco Aurélio, Cármen Lúcia, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Luiz Fux foram contrários a reeleição de ambos parlamentares.

O indicado do presidente Jair Bolsonaro, Kássio Nunes, recém admito na Suprema Corte, foi o único que sustentou a tese da reeleição apenas de Alcolumbre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade