fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Médicos e advogados estariam fraudando INSS; PF investiga

Grupo criminoso que atuava em São Paulo é investigado por declarar pessoas saudáveis como incapazes para o trabalho, visando obter benefício do INSS

Willian Matos

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (7) uma operação para investigar uma organização criminosa acusada de desviar benefícios concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O grupo é composto por médicos e advogados e atua no Estado de São Paulo.

De acordo com a PF, o grupo criminoso declarava pessoas saudáveis como incapazes para o trabalho, para que estas pessoas pudessem receber o benefício dado pelo INSS. Para lucrar com a ação, os acusados cobravam propinas dos solicitantes. Desta forma, as pessoas saudáveis recebiam auxílios por incapacidade temporária e aposentadorias por incapacidade permanente.

Apurações iniciais indicam que foram desviados mais de R$ 13 milhões, mas o prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 27 milhões.

A operação foi batizada de Revide. Foram expedidos 23 mandados de busca e apreensão, a serem cumpridos em São Paulo, Guarulhos e Caieiras. Os agentes também foram às ruas de Poços de Caldas-MG.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade