fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Líderes do Podemos e do SD reforçam perspectiva de se votar reforma até 6ª feira

Para isso, eles estão trabalhando para minimizar dificuldades no trâmite da reforma

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Líderes da Câmara acreditam que será possível votar a Previdência em dois turnos no plenário da Casa até esta sexta-feira. Para isso, eles estão trabalhando para minimizar dificuldades no trâmite da reforma.

“Vamos tentar terminar na sexta-feira. A ideia é que partidos favoráveis não apresentem destaques”, afirmou o líder do Solidariedade, Augusto Coutinho (PE), ao deixar reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O líder do Solidariedade disse que alguns deputados do PSL ainda insistem em apresentar destaque para abrandar regras para policiais federais no Plenário. Na avaliação dele, se o partido de Bolsonaro fizer isso, poderá “abrir a porteira” para demais legendas fazerem o mesmo e pedirem mudanças para outras categorias as quais eles apoiam.

Apesar disso, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), disse que a sigla não apresentará o destaque.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Coutinho disse ainda que imagina que o presidente Jair Bolsonaro está convencido em não pedir mudanças para policiais.

Ele afirmou também que o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, que estavam na reunião, disseram que Bolsonaro quer evitar riscos de não votar reforma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O líder do Podemos, José Nelto (GO), ponderou que é preciso “muita cautela” e que o “governo também precisa entrar em campo” e garantir votos. Ele disse ainda que a orientação é que os partidos favoráveis à reforma não apresentem destaques, mas lembrou que a oposição deve tentar obstruir.

Estadão Conteúdo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade