fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Justiça cassa a candidatura de Lindbergh para vereador do Rio; cabe recurso

Procurado pela reportagem, Lindbergh afirmou que a decisão “está em absoluto confronto com o posicionamento do Tribunal Superior Eleitoral”

Avatar

Publicado

em

Foto: Jonas Pereira/Agência Senado
PUBLICIDADE

São Paulo, SP

A 23ª Promotoria Eleitoral do Rio acolheu nesta quarta (21) um pedido do Ministério Público Eleitoral e cassou a candidatura de Lindbergh Farias (PT) para o cargo de vereador. O ex-senador pode recorrer da decisão.

No pedido de cassação, o MP cita a suspensão de direitos políticos de Lindbergh Farias em dezembro de 2019. Na época, o ex-senador foi condenado pela 1ª Câmara Cível do TJ-RJ por lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito por propaganda eleitoral antecipada em 2008, quando concorria à reeleição para a Prefeitura de Nova Iguaçu (RJ).

Segundo o MP, a condenação mostra que a gestão de Lindbergh teria distribuído caixas de leite com o logotipo da prefeitura à população de baixa renda do município, além de “cadernetas sociais” em que constava o nome do prefeito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Procurado pela reportagem, Lindbergh afirmou que a decisão “está em absoluto confronto com o posicionamento do Tribunal Superior Eleitoral”. O ex-senador nega que foi condenado por lesão do patrimônio público e enriquecimento ilícito.

“Trata-se de uma condenação por suposta promoção pessoal, pelo uso de uma marca (um ‘sol’) em minha gestão enquanto Prefeito do Município de Nova Iguaçu, tendo sido expressamente afastada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a hipótese de qualquer dano ao erário ou muito menos enriquecimento ilícito”, afirmou Lindbergh. “No caso que fundamentou a impugnação ao registro, não houve sequer alegação de enriquecimento ilícito. Não podendo, portanto, haver qualquer inelegibilidade.”

O ex-senador afirma que já apresentou recurso para o Tribunal Regional Eleitoral.

As informações são da Folhapress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade