fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Ibaneis indica Paco Britto para coordenar transição e traz Junta Comercial para o DF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Francisco Dutra
francisco.dutra@grupojbr.com

O vice-governador eleito do Distrito Federal Paco Britto (Avante) é o coordenador de transição do futuro governo de Ibaneis Rocha (MDB). O emedebista escolheu o companheiro de chapa nas eleições para coordenar a passagem de bastão com a atual gestão do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Nesta terça-feira (30), o presidente da Republica Michel Temer (MDB) também começou a transferência da Junta Comercial do DF das mãos da União para o Palácio do Buriti, solicitada por Ibaneis.

Apesar de nunca ter sido eleito até a eleição de 2018, Paco Britto é conhecido no meio político como um habilidoso articulador, com bom trânsito entre diversos partidos, especialmente as agremiações de centro e de direita. Entre aliados do futuro governador, o vice é tido como um personagem talhado politicamente e com grande capacidade de “costura” de alianças e negociações. A indicação para o posto de coordenação de campanha é um sinal de que Ibaneis não pretende ter ao seu lado apenas um vice protocolar.

Encontro com Temer
A reunião de Ibaneis com Michel Temer na segunda-feira (29) já deu seu primeiro fruto. O presidente decidiu transferir a Junta Comercial do DF da gestão do Governo Federal para o Palácio do Buriti. Até hoje, o órgão vital para a abertura e fechamento de empresas seguia sob a tutela da União. Do ponto de vista do empresariado, este cenário gerava demora e burocracia para economia brasiliense e, consequentemente, menos emprego, renda e arrecadação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a equipe de transição de Ibaneis, Temer já enviou a mensagem de transferência para o Ministério do Planejamento e Orçamento e a pasta da Indústria e Comércio. Todo o quadro de pessoal da Junta continuará empregado, sendo pago pela União. Mas ficarão sob o guarda-chuva administrativo do DF. Não há prazo para a conclusão da transferência, entretanto Ibaneis espera ter o controle da Junta tão logo seja possível.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade