fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Governador do Maranhão, Flávio Dino repudia visita de Bolsonaro ao estado: “Será processado”

Presidente fez piada homofóbica com maranhenses. Dino classificou a postura como “falta de educação e decoro”

Willian Matos

Publicado

em

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
PUBLICIDADE

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PT), criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro, que visitou o estado nesta quinta-feira (29). Para Dino, Bolsonaro agiu com “falta de educação e decoro”.

“Bolsonaro veio ao Maranhão com sua habitual falta de educação e decoro. Fez piada sem graça com uma de nossas tradicionais marcas empresariais: o guaraná Jesus”, afirmou Dino. O governador se refere à fala do presidente a respeito do refrigerante. Mais cedo, um apoiador ofereceu um copo com Guaraná Jesus a Bolsonaro, e o chefe do Executivo fez piada homofóbica:

“Agora virei boiola igual maranhense, é isso?”, disse Bolsonaro, ao beber o refrigerante. “É cor-de-rosa do Maranhão aí, ó. Quem toma esse guaraná aqui vira maranhense hein”, acrescentou.

Flávio Dino ainda acusou o presidente de fazer propaganda política com dinheiro público. “Será processado”, prometeu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade