fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Eike Batista conta que pagou R$ 20 milhões em propina a Aécio Neves

Empresário conta que pagamento foi forma de agradecimento por Aécio ter supostamente facilitado a articulação entre as empresas de Eike e o poder público

Avatar

Publicado

em

Valter Caampanato/Agência Brasil
PUBLICIDADE

O empresário Eike Batista contou que fez um pagamento de R$ 20 milhões em propina ao deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) candidato à presidência da República em 2014. Eike relatou o repasse em proposta de delação premiada apresentada à Procuradoria-Geral da República (PGR).

As informações são da coluna da jornalista Bela Megale, do jornal O Globo. O pagamento seria uma forma de agradecimento pela ajuda que, em 2010, Aécio teria realizado às empresas de Eike junto ao poder público, como a concessão de licenças ambientais, por exemplo. A “mãozinha” foi dada em especial no Estado de Minas Gerais. À época, um amigo do deputado federal foi quem recebeu o dinheiro.

O acordo de delação entre Eike e PGR ainda não está fechado.

“Falsa e absurda”

À colunista do O Globo, a defesa de Aécio Neves classificou como “falsa e absurda” a acusação do empresário. Disse, também que o deputado “jamais intercedeu em favor de qualquer interesse do Sr. Eike Batista”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 A assessoria também afirmou, em nota, que em 2010 “Aécio Neves não era mais governador de Minas”. Em abril daquele ano, o tucano deixou o governo de Minas para disputar o Senado.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade