fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Eduardo Ramos: Alcolumbre informou que pautará LDO para 16 de dezembro

Sem a aprovação da LDO neste ano, o governo ficará paralisado sem autorização para realizar gastos a partir de janeiro

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Após meses de impasse no Congresso, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, anunciou nesta terça-feira, 1º, que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) será pautada no Congresso Nacional no dia 16 de dezembro. Responsável pela articulação política do governo com o Legislativo, Ramos afirmou ter tido uma reunião “produtiva” com o presidente do Senado e do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que decidiu pautar matéria.

“Com isso o Pres. (sic) do Congresso demonstra elevado espírito público e sua preocupação com o Brasil”, afirmou Ramos em sua página oficial no Twitter.

Também via redes sociais, Alcolumbre confirmou que o Congresso votará a LDO na data anunciada por Ramos. A proposta deverá ser analisada diretamente no plenário, conforme antecipou o Broadcast Político.

O movimento sinaliza que a Comissão Mista de Orçamento (CMO) não será instalada neste ano. A presidência do colegiado é disputada entre os grupos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Centrão, liderado por Arthur Lira (PP-AL).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O argumento é não deixar a falta de acordo sobre a comissão impedir a votação da proposta. Sem a aprovação da LDO neste ano, o governo ficará paralisado sem autorização para realizar gastos a partir de janeiro.

A votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), com a definição da verba para cada ministério e dos valores das emendas parlamentares, ficará para o próximo ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade