Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Cinco deputados presos pela Lava Jato são soltos

Após votação, Alerj decide soltar André Corrêa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius Neskau (PTB)

Publicado

em

Publicidade

Da redação
redacao@grupojbr.com

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) determinou a soltura de cinco deputados que estão presos pela Lava Jato. A decisão veio após votação nesta terça-feira (22): o placar chegou a 38 votos a favor do projeto de resolução para a liberação dos parlamentares; 24 haviam votado contra.

Ganham liberdade André Corrêa (DEM), Chiquinho da Mangueira (PSC), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius Neskau (PTB).

Apesar da soltura, os cinco ficam “impedidos de exercer os respectivos mandatos”, segundo a Alerj. Atualmente, eles são substituídos pelos suplentes imediatos – exceto no caso de um suplente que também estava preso e que foi necessário convocar o segundo reserva.

Agora, a decisão da Alerj será enviada ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). Caberá ao Tribunal expedir o alvará de soltura e comunicar a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).


Você pode gostar
Publicidade