Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Celina Leão volta a atacar Liliane Roriz e Rollemberg em plenário

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A presidente afastada da Câmara dos Deputados, Celina Leão (PPS), fez um pronunciamento em Plenário nesta terça-feira (23) dizendo ser inocente das acusações de envolvimento na Operação Drácon. De acordo com a deputada, ela foi alvo de armação da ex-vice-presidente da Mesa Diretora, Liliane Roriz, e do próprio governador Rodrigo Rollemberg.

Assim como fez em entrevista coletiva na última quinta-feira (17), Celina decidiu atacar aqueles que estão a acusando. Ela chamou o governador Rollemberg de “covarde” e Liliane Roriz de “picareta”. “É muito triste ver o final da família Roriz. Hoje eles estão um lixo”, afirmou

A presidente afastada da Mesa também comentou sobre a denúncia de Chico Vigilante de que um de seus assessores teria saído da Câmara carregando um computador: “Esse caso tem muitos pontos estranhos. Mas é tudo mentira. É jogo baixo. Chico Vigilante quer cinco minutos de fama”.

Relembre

Os órgãos apuram os supostos casos de desvio de recursos públicos denunciados pela então vice-presidente da Câmara, Liliane Roriz, que entregou áudios de conversas entre os distritais. Segundo a denúncia, os investigados teriam participado de um suposto esquema que destinava R$ 30 milhões de sobras orçamentárias de 2015 a empresas que prestam serviços à Secretaria de Saúde do DF, principalmente na área de UTI, Unidade de Terapia Intensiva.

Na última quarta (17), a Polícia Civil realizou buscas e apreensões em secretarias do Palácio do Buriti e em casas de servidores comissionados do Governo de Brasília, com o objetivo de obter provas sobre os casos denunciados pela presidente do Sindicato dos Servidores na Saúde do Distrito Federal (SindSaúde), Marli Rodrigues.

*Com informações de Francisco Dutra


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade