fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Cassação de Flordelis é aprovada por unanimidade e segue para Conselho de Ética

Se o caso da deputada for enviado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, ela poderá perder o mandato

Avatar

Publicado

em

Flordelis
PUBLICIDADE

A Mesa Diretora da Câmara aprovou por unanimidade a admissibilidade do relatório contra a deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser a mandante do assassinato do pastor e marido Anderson do Carmo. O parecer do corregedor da Casa, o deputado federal Paulo Bengtson (PTB-PA), segue agora para ser analisado pelo Conselho de Ética da Câmara.

“A deputada não apresentou as provas contrárias àquilo que está sendo acusada, o que nós julgamos quebra de decoro. Demos a admissibilidade do processo e seguimento para o Conselho de Ética, que vai fazer a análise de que punições ela [Flordelis] poderá ter”, afirmou Bengtson.

Conforme relatou Bengtson, o presidente da Casa, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumiu o compromisso de colocar em votação na próxima semana a retomada, de forma remota, das atividades tanto do Conselho de Ética, quanto de outras quatro comissões permanentes.

O caso

A parlamentar foi denunciada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, em 24 de agosto, de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho do ano passado. Ele foi alvejado por 30 tiros na garagem da casa em Niterói (RJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A denúncia ainda mostra que ela havia tentado, pelo menos por outras seis vezes, envenenar o religioso. Outras pessoas acusadas de envolvimento no crime foram detidas, mas a deputada não pôde ser presa por ter imunidade parlamentar. Ela alega inocência e afirma ser vítima de perseguição.

Anderson Rollemberg, defensor da deputada, argumenta que, em momento algum, ela cometeu qualquer conduta que fosse fora do parâmetro ético e moral, e afrontasse o decoro para a classe parlamentar.

Segundo ele, não há nenhuma prova robusta ou indício que mostre que ela participou do crime. O advogado ainda diz que Flordelis foi alvo de uma trama armada: “Certamente toda a imprensa e toda população verá que realmente houve uma conspiração. Quem tem relação com o crime que deverá pagar o que fez”.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade