Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Caso Marielle: gabinete de Bolsonaro comprou duas passagens para Rio no dia do assassinato

As informações são dos registros do Portal da Transparência da Câmara dos Deputados mas não é possível saber se o atual presidente chegou a embarcar

Publicado

em

Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Enquanto Jair Bolsonaro ainda era deputado federal, o gabinete do parlamentar comprou duas passagens para o Rio de Janeiro (RJ) no dia em que Marielle Franco e o motorista, Anderson Gomes, foram assassinados, em 14 de março de 2018. 

As informações são dos registros do Portal da Transparência da Câmara dos Deputados mas não é possível saber se o atual presidente chegou a embarcar. 

No mesmo dia, no entanto, dois registros comprovam que Bolsonaro estava presente na Câmara. Os horários registrados são de 14h e 20h38 e, no dia seguinte ao assassinato, ele estava na Câmara às 9h30. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade