fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Cartão de vacinação tem sigilo de até 100 anos

A imposição foi feita pelo Palácio Planalto após solicitação para acesso às informações presentes no documento por meio da LAI

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Foi decretado, pelo Palácio do Planalto, o sigilo de até 100 anos ao cartão de vacinação do presidente Jair Bolsonaro e informações referentes às doses de vacinas que o atual presidente brasileiro recebeu ao longo dos anos.

O pedido para acesso ao documento foi feito pelo colunista da Época, Guilherme Amado, por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI) e, como resposta, o Planalto respondeu que as informações “dizem respeito à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem” de Bolsonaro, impondo sigilo ao material

“Não vou tomar a vacina e ponto final. Se alguém acha que a minha vida está em risco, o problema é meu e ponto final”, afirmou Bolsonaro no meio de dezembro deste ano e questionou. “Lá na Pfizer, tá bem claro lá no contrato: ‘nós não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral’. Se você virar um chi… virar um jacaré, é problema de você, pô. Não vou falar outro bicho, porque vão pensar que eu vou falar besteira aqui, né? Se você virar super-homem, se nascer barba em alguma mulher aí ou algum homem começar a falar fino, eles não têm nada a ver com isso. Ou, o que é pior, mexer no sistema imunológico das pessoas”, disse.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade