fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Bolsonaro revela que tem sistema de informação particular

O ex-ministro Gustavo Bebianno, disse que no início do governo o filho do presidente e vereador Carlos Bolsonaro queria criar uma Abin paralela

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Ao reclamar na reunião ministerial de 22 abril que não tem informações dos órgãos de inteligência do governo, o presidente Jair Bolsonaro disse que tem um sistema de informações particular que funciona. Bolsonaro não deu detalhes.

“Sistemas de informações, o meu funciona. O meu particular funciona. Os que têm oficialmente, desinforma. E voltando ao tema prefiro não ter informação a ser desinformado em cima de informações que eu tenho”, reclamou.

O ex-ministro Gustavo Bebianno, morto em março, disse que no início do governo o filho do presidente e vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) queria criar uma Abin paralela, formada por policiais federais. A declaração foi dada em entrevista ao programa “Roda Viva.”

Em outro momento, Bolsonaro disse que aos auxiliares que não pode ser “surpreendido com notícias”.

“Pô, eu tenho a PF que não me dá informações; eu tenho as inteligências das Forças Armadas que não têm informações; a ABIN tem os seus problemas, tem algumas informações, só não tem mais porque tá faltando realmente… temos problemas… aparelhamento, etc. A gente não pode viver sem informação”, disse Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Quem é que nunca “ficou atrás da… da… da… porta ouvindo o que o seu filho ou a sua filha tá comentando? Tem que ver pra depois… depois que ela engravida não adianta falar com ela mais. Tem que ver antes. Depois que o moleque encheu os cornos de droga, não adianta mais falar com ele: já era. E informação é assim. [referências a Nações amigas] Então essa é a preocupação que temos que ter: “a questão estratégia”. E não estamos tendo. E me desculpe o serviço de informação nosso — todos -— é uma vergonha, uma vergonha, que eu não sou informado, e não dá para trabalhar assim, fica difícil. Por isso, vou interferir. Ponto final. Não é ameaça, não e’ extrapolação da minha parte. É uma verdade”, afirmou Bolsonaro.

Estadão Conteúdo


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade