fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Bolsonaro deixa Palácio por estrada alternativa e vai ao HFA

Presidente saiu por uma estrada de chão para despistar jornalistas. Motivo da ida ao hospital não foi revelado. Depois, ele visitou Ceilândia e Taguatinga

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “fugiu” dos jornalistas que o esperavam na saída do Palácio da Alvorada na manhã deste domingo (29). Bolsonaro deixou o local por uma estrada de chão usada para despistar a imprensa e foi rumo ao Hospital das Forças Armadas (HFA).

Antes de chegar ao HFA, Bolsonaro passou em alguns comércios, tirou fotos com frentistas em um posto de gasolina, passou em uma farmácia, numa padaria e em um supermercado no Sudoeste.

Depois, enfim, o comboio rumou ao hospital. O motivo da ida à unidade não foi revelado. A Secretaria de Comunicação não havia se manifestado até a última atualização desta matéria.

Passeio por Taguatinga e Ceilândia

Bolsonaro também aproveitou para visitar duas grandes regiões administrativas do DF: Taguatinga e Ceilândia. Ignorando as recomendações para ficar em isolamento e causando aglomeração à sua volta, o presidente parou em um ‘espetinho’ em Taguatinga, conversou com populares e recomendou o uso da hidroxicloroquina como solução para tratar o novo coronavírus. Não há nenhuma comprovação científica da eficácia deste produto.

 

Bolsonaro vive pressão para revelar à população o resultado de seus dois testes feitos para detecção do covid-19. O presidente se nega a mostrar os exames e já chegou a afirmar que o que vale é sua palavra, e não “um pedaço de papel”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

23 membros da comitiva de Bolsonaro que acompanhou o presidente em viagem aos Estados Unidos testaram positivo para o novo coronavírus. Um motorista dele também foi infectado pela doença.

Recentemente, o HFA enviou uma lista de 17 infectados à Secretaria de Saúde. Contudo, havia dois nomes ocultos e apenas 15 explícitos.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade