fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Política & Poder

Além de PT, PSol e Rede, Alexandre Frota apresenta novo pedido de cassação de Flávio Bolsonaro

O filho do presidente foi apontado como líder da organização criminosa que, de acordo com os investigadores, desviou R$ 6,1 milhões entre 2007 e 2018

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) retratou ao Conselho de Ética do Senado uma nova representação contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), no último dia 30, por “crimes de improbidade administrativa, peculato e associação criminosa”

Alexandre Frota disse que o senador quer interferir nas investigações do Ministério Público e relata um possível tráfico de influência, crime que pode fazer Flávio perder o mandato.

Flavio Bolsonaro

O senador é investigado pela prática de rachadinha quando era deputado estadual no Rio. As investigações ficam por conta do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Flávio Bolsonaro confiscava parte dos salários dos funcionários, o que configura desvio de dinheiro público.

O MPRJ denunciou Flávio por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, em novembro de 2020. O filho do presidente foi apontado como líder da organização criminosa que, de acordo com os investigadores, desviou R$ 6,1 milhões entre 2007 e 2018.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conselho de Ética

Alexandre Frota não foi o único a apresentar uma representação contra Flávio Bolsonaro. O documento se junta a outras que estão paradas há meses no Conselho de Ética. PSol, PT e Rede também já apresentaram queixas. Jayme Campos (DEM-MT), presidente do colegiado, ainda não deu andamento à representação




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade