Política & Poder

“Nós fizemos a nossa parte”, diz Bolsonaro sobre situação em Manaus

Com a crítica situação no Amazonas, pacientes começaram a ser transferidos para oito capitais brasileiras. Só o Distrito Federal disponibilizou 20 leitos para atender os doentes vindos de Manaus

Guilherme Gomes
[email protected]

“Nós fizemos a nossa parte”. Foi o que disse o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o envio de ações emergenciais para Manaus, capital do Amazonas, que sofre com sua rede pública e privada de saúde colapsada por conta do aumento do números de internações de pacientes com Covid-19.

Com a crítica situação no Amazonas, pacientes começaram a ser transferidos para oito capitais brasileiras. Só o Distrito Federal disponibilizou 20 leitos para atender os doentes vindos de Manaus.

“O ministro da saúde esteve lá segunda-feira e providenciou oxigênio”, disse Bolsonaro para um grupo de apoiadores.

Todas as declarações de Bolsonaro foram feitas em um vídeo publicado no Youtube. O canal é de um apoiador do presidente que sempre o grava conversando com apoiadores antes de começar sua agenda no Palácio do Planalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vacina obrigatória

Uma apoiadora do presidente o questionou sobre a obrigatoriedade da vacina. Bolsonaro respondeu que se depender dele “não vai ser obrigatória”.

“É uma vacina experimental, a obrigatoriedade fica sendo uma irresponsabilidade”, acrescentou Bolsonaro.

Durante a conversa com os apoiadores, Bolsonaro tossiu e uma adepta perguntou se ainda era a Covid-19 ou uma gripezinha. “Não falei que era uma gripezinha, quem disse isso foi o Dráuzio Varela. Estou imunizado”, disse o presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar