Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Mendonça deu resposta treinada e não defenderá casamento gay no STF, diz líder evangélico

Cavalcante diz que muitos não atentaram para o que ele disse de fato e fizeram leitura equivocada

Por FolhaPress 01/12/2021 9h39
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

CAMILA MATTOSO
BRASÍLIA, DF

Aliado de André Mendonça em sua campanha para ocupar vaga no STF, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM) diz que a pergunta para a qual o ex-ministro mais se preparou para responder foi a que tratou de sua postura no tema do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

Nesta quarta-feira (1º), a pergunta foi feita pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES). “Eu defenderei o direito constitucional do casamento civil de pessoas do mesmo sexo”, disse Mendonça. Cavalcante diz que muitos não atentaram para o que ele disse de fato e fizeram leitura equivocada.

“O que ele falou é que defende garantias e direitos constitucionais. Na Constituição não consta garantia nenhuma de direitos civis de pessoas do mesmo sexo. O que a Constituição garante é de homem e mulher”, afirma Cavalcante. Com a resposta, definida pelo deputado como tecnicamente perfeita, Mendonça conseguiu satisfazer progressistas e evangélicos.

“Existe uma decisão do STF [sobre casamento de pessoas do mesmo sexo]. Na Constituição só existe um apelo, casamento homem e mulher. Não existe casamento do mesmo sexo no texto constitucional”, completa o parlamentar. “Foi a pergunta que mais treinou. E parte da imprensa não sabe interpretar”, diz Cavalcante, que era presidente da bancada evangélica até o ano passado.

Segundo ele, parte dos evangélicos mostrou insatisfação com a resposta de Mendonça, mas por não terem entendido o recurso do qual ex-ministro lançou mão. “Algumas pessoas, por conta de manchetes, são mais leigas e não estão entendendo. A partir de amanhã vamos esclarecer para a comunidade evangélica através de vídeos e tudo.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar