Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Lula propõe pool de veículos de imprensa para debates eleitorais

Ao propor a realização de pools, o comando da campanha petista põe em evidência as dúvidas quanto a disposição do presidente para debates

Por FolhaPress 25/05/2022 4h19
O ex-presidente disse em entrevista que Bolsonaro precisa "ter coragem de assumir a Presidência desse País de verdade" Foto/Reprodução

Catia Seabra
Rio de Janeiro, RJ

O comando da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai propor aos adversários a realização de debates em pool de órgãos de imprensa, a exemplo do que ocorre nos Estados Unidos.

Pela proposta, já defendida publicamente por Lula, a ideia é que sejam dois debates no primeiro turno e um no segundo.

O plano é que a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), apresente a proposta aos partidos adversários, cabendo aos coordenadores de comunicação da campanha, o deputado Rui Falcão (SP) e o prefeito Edinho Silva, a negociação com os veículos de imprensa.

Antecipada pelo jornalista Kennedy Alencar, do UOL, a informação foi confirmada pela Folha.

Em janeiro, Lula defendeu a ideia durante entrevista a uma emissora de rádio do Pará. Na ocasião, o ex-presidente publicou seu argumento nas redes sociais.

“Eu acho que tem que ter um pool de TVs para fazer dois ou três debates, porque não dá para atender cada TV, rádio, rede social, se não a gente se tranca no estúdio. Os debates são importantes para que a sociedade possa fazer a avaliação de que tipo de candidato ela deseja”, publicou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao propor a realização de pools, o comando da campanha petista põe em evidência as dúvidas quanto a disposição do presidente Jair Bolsonaro (PL) de participar de debates.

Segundo a programação definida pela mídia, serão realizados ao menos 15 debates entre candidatos à Presidência nestas eleições, sendo 9 só no primeiro turno.








Você pode gostar