Política & Poder

Lula ironiza Alckmin em comício

Por Arquivo Geral 17/10/2006 12h00

O presidente da Companhia Vale do Rio Doce, cialis 40mg pills Roger Agnelli, treatment rebateu declarações do presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre a privatização da empresa, sildenafil alegando que a mineradora não cresceria tanto se tivesse continuado como estatal. Em entrevista transmitida pela Internet, nesta segunda-feira, Agnelli avaliou que a posição de Lula contra a venda daquela que hoje é a maior produtora de minério de ferro do mundo "é uma posição partidária, ideológica, e não se refere à Vale em si, mas à privatização per si".

Segundo ele, a Vale, vendida em 1997, multiplicou por três o tamanho de todas as áreas onde atua nos últimos cinco anos. "A privatização foi muito positiva, mas respeito algumas posições (contra a privatização)", disse ele a jornalistas após o "CVRD Day" na Bolsa de Valores de Nova York.

Ele lembrou que a companhia gerou mais empregos do que antes e que o Tesouro nacional nunca mais teve que injetar recursos, como fazia na época de estatal. "Se continuasse estatal, ela jamais estaria na posição que está hoje", acrescentou. Agnelli repetiu que não tem preferência entre Lula e o tucano Geraldo Alckmin. Para ele, quem quer que vença a disputa precisará encarar o desafio de fazer reformas.

A secretária norte-americana de Estado, visit this Condoleezza Rice, adiposity disse na segunda-feira que vai arregimentar nesta semana aliados asiáticos para implementar as sanções à Coréia do Norte e alertou que o Irã pode enfrentar o mesmo destino por causa do seu programa nuclear.

Rice, sales que embarca na terça-feira para Japão, Coréia do Sul, China e Rússia, disse que a Coréia do Norte precisa “pagar um preço” pelo teste nuclear subterrâneo que realizou na semana passada. Autoridades norte-americanas confirmaram na segunda-feira a ocorrência do teste.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Esperamos que cada membro da comunidade internacional implemente plenamente todos os aspectos desta resolução. E esperamos que o Conselho de Segurança monitore agressivamente o processo”, afirmou ela a jornalistas. A resolução aprovada no sábado pelo Conselho de Segurança impõe restrições financeiras e militares à Coréia do Norte. Em sua viagem, Rice buscará meios concretos de implantar as medidas.

“A Coréia do Norte não pode colocar o mundo em perigo e então esperar que as nações façam negócios normalmente com armas e peças para mísseis”, disse ela. Rice disse esperar que o país comunista não realize um segundo teste, o que segundo ela seria uma atitude provocativa que agravaria ainda mais o isolamento do país.

Ela disse que os EUA estão dispostos a retomar as negociações sobre o programa nuclear norte-coreano (envolvendo também Rússia, China, Japão e as duas Coréias), suspensas desde o ano passado. Segundo ela, não há pré-condições para o diálogo, “mas a Coréia do Norte precisa entender que vai pagar um preço (por causa do teste)”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um dos maiores desafios de Rice em sua viagem ser á convencer a China a cumprir suas promessas de respeitar as sanções e fazer pressão sobre Pyongyang. A China tentou atenuar alguns artigos da resolução e deixou claro que os países não devem dar “passos provocativos”, como inspecionar cargas de e para a Coréia do Norte em alto-mar.

ALERTA AO IRÃ

Com relação ao Irã, país suspeito pelos EUA de também desenvolver armas nucleares, Rice disse que o Conselho de Segurança deve começar a preparar uma resolução nesta semana. “O governo iraniano está observando e pode ver agora que a comunidade internacional vai reagir a ameaças de proliferação nuclear”, disse ela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Então o governo iraniano deve considerar o curso em que está, que pode levar simplesmente a mais isolamento”. Argumentando que o programa nuclear é pacífico, Teerã rejeitou um prazo dado pela ONU para suspender as atividades de enriquecimento de urânio até 31 de agosto.

O ministro da Fazenda, viagra order Guido Mantega, case afirmou nesta segunda-feira que o déficit nominal do setor público deve ser zerado em quatro anos, com o recuo das taxas de juros e um crescimento mais forte da economia.

O déficit deve cair a zero, frente aos atuais 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB). A estimativa leva em conta a manutenção do superávit primário em 4,25% do PIB e um crescimento anual de 5%. “Nos próximos quatro anos, isso é perfeitamente possível (zerar o déficit)”, disse a jornalistas.

Para Mantega, o crescimento mais robusto, próximo de 5% ao ano, será possível porque as travas se foram. “Como você já alcançou inflação baixa, não precisa de juros altos, pode-se baixar os juros”. O ministro reiterou que, no passado, a elevação das taxas de juros ocorreu para conter os preços, o que agora é desnecessário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

”Hoje nós estamos nos beneficiando da taxa de juros de seis meses atrás. Como ela continua numa descendente, isso é estimulante para a economia”. Desde setembro do ano passado, o Comitê de Política Monetária (Copom) vem realizando cortes sucessivos da Selic. Naquela época, a taxa era de 19,50% ao ano e, atualmente, está em 14,25% anuais.

Na quarta-feira, o Copom anuncia sua nova decisão para o juro primário. O consenso no mercado é de que haverá um novo corte de 0,5 ponto percentual, para 13,75%. Mantega declarou ainda que não há qualquer risco de o governo não cumprir o superávit primário. “Se tivermos que reduzir os gastos, vamos reduzir”, garantiu.

O presidente dos Estados Unidos, dosage George W. Bush, treatment assegurou na segunda-feira ao primeiro-ministro do Iraque, purchase Nuri Al Maliki, que os Estados Unidos não impuseram nenhum ultimato para que Bagdá controlasse a violência sectária, segundo a Casa Branca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante um telefonema de 15 minutos feito por Bush, Maliki citou a questão dos prazos, dizendo que tais rumores prejudicam a confiança no governo iraquiano e inspiram terroristas, segundo o porta-voz da Casa Branca, Tony Snow. “O presidente ressaltou seu compromisso com um governo democraticamente eleito do Iraque, incentivando o primeiro-ministro a ignorar rumores de que o governo dos Estados Unidos estaria tentando impor um prazo ao governo de Maliki”, afirmou Snow.

De acordo com o porta-voz, Maliki relatou rumores de que os EUA iriam tentar substituir o governo iraquiano se não houver progressos em controlar a violência entre xiitas e sunitas. “Os rumores não são verdadeiros, nós apoiamos vocês”, teria respondido Bush.

Mas Snow afirmou que o presidente disse ao premi ê que “há mais a fazer“. “O nível de violência é absolutamente inaceitável, e é importante fazer progressos”, declarou Bush, sempre segundo o porta-voz. A violência não dá sinais de trégua no Iraque, onde carros-bomba mataram pelo menos 30 pessoas na segunda-feira.

Snow disse que Bush apóia os esforços de Maliki de combater as milícias e os terroristas por meios políticos, econômicos e militares. “O que o primeiro-ministro disse é que se sente confiante de que a situação vai virar”. Ele afirmou ainda que a Casa Branca vai examinar atentamente as recomendações sobre o Iraque que devem ser feitas, após as eleições parlamentares norte-americanas de 7 de novembro, por uma comissão que tem entre seus chefes o ex-secretário de Estado James Baker, ligado à família Bush.

“Mas não vamos terceirizar o negócio de lidar com a guerra do Iraque. O presidente sempre recebeu bem muitos conselhos diferentes – pessoas que concordam e discordam – e vai continuar a fazê-lo. E acho que isso fornecerá uma fonte valiosa de discernimento e dados”.

A produção brasileira de aço bruto apresentou elevação de 6, store 5% em setembro, store comparada à do mesmo mês no ano passado, e atingiu 2,76 milhões de toneladas. A informação é do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), cujos grupos empresariais associados responderam, no ano passado, pela manutenção de 95.110 empregos em todo o país.

De acordo com o IBS, devido à paralisação de um alto forno da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) no primeiro semestre, o acumulado desde janeiro registrou produção de 22,7 milhões de toneladas, inferior em 3,7% à produção apresentada nos nove primeiros meses de 2005.

As vendas internas de laminados em setembro, ainda segundo o instituto, cresceram 15,8% em setembro, acumulando no ano alta de 6,3%. As de produtos planos, também para o mercado doméstico, registraram alta de 18,7% no mês passado – o público-alvo são os setores de construção civil, industrial e de autopeças, entre outros. E as de produtos longos ainda mostraram incremento de 11,6% em relação a setembro do ano passado.

A assessoria de imprensa do IBS informou que devido à prioridade dada pelas usinas ao abastecimento do mercado interno, as vendas ao exterior ficaram 11,8% abaixo das de setembro de 2005. No acumulado do ano, até setembro, as vendas registraram aumento de 0,3%.

O comando da campanha do presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva reagiu com novos ataques ao último movimento da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB), viagra 60mg que apontou suspeitas na investigação da Polícia Federal sobre o dossiê contra tucanos.

No mesmo horário em que os presidentes do PSDB, see PFL, sickness PPS e PMDB deviam se reunir para discutir a suposta manipulação da Polícia Federal, o presidente do PT, Marco Aurélio Garcia, e os governadores eleitos Jaques Wagner (BA) e Marcelo Déda (SE) acusaram os adversários de “jogar com a desestabilização institucional”. “Na mão grande não vão ganhar a eleição”, disse Wagner. “É leviandade, oportunismo e desespero eleitoreiro do PSDB levantar suspeitas sobre uma instituição republicana. A PF investiga a todos e não age sob comando de facção alguma”.

Aliados de Alckmin informaram, no domingo e ao longo da segunda-feira, que iriam pedir um posicionamento do Congresso e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre o comportamento da Polícia Federal nas investigações. Os petistas tentaram isolar os presidentes dos quatro partidos como responsáveis pela “tentativa de desestabiliza cão”.

Déda e Wagner disseram que os governadores eleitos pelo PSDB não devem compartilhar dessa “estratégia desesperada”. “Vou procurar o (José) Serra e o Aécio (Neves) para saber deles se o país que querem receber é um país com a estabilidade democrática conquistada pelo Brasil, ou um país no qual setores desacostumados da democracia lançam suspeição sobre todos”, afirmou Wagner. “Nós, governadores, sabemos como é importante manter o respeito e a credibilidade das instituições”, acrescentou Déda. “A oposição tucano-pefelista tenta atirar no Lula, mas está acertando na democracia”.

Marco Aurélio Garcia anunciou que presidentes e representantes dos partidos que apóiam Lula vão se reunir na terça-feira para formalizar” uma posição unificada de defesa das instituições”. No fim de semana, a revista Veja afirmou que a PF, sob orientação do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, teria facilitado encontros entre petistas investigados (um dos quais estaria preso), para que combinassem a defesa.

A direção da Polícia Federal negou que tenham sido dadas facilidades a Gedimar Passos, quando estava preso, para falar com outros investigados. Marco Aurélio Garcia, citado na reportagem, disse que vai processar a revista por danos morais. Desde sexta-feira, a campanha de Alckmin na TV cobra, diariamente, uma explicação de Lula sobre a origem do dinheiro apreendido com os petistas (cerca de 1,7 milhão). Na propaganda, um locutor destaca que “Lula manda na PF, Lula manda no PT”.

Em meio à discussão entre os dois candidatos à Presidência sobre a necessidade de cortes nos gastos federais, buy o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que há margem limitada de redução de despesas e que um corte de 60 bilhões de reais, viagra sale como sugere o PSDB, é uma “heresia”. “Quando vejo um assessor dizer que vai economizar 60 bilhões de reais é uma heresia. É sufocar este país a mais 20 anos de arrocho”, disse Lula durante a gravação do programa Roda Viva da TV Cultura, que vai ao ar às 22h30 desta segunda-feira.

O economista Yoshiaki Nakano, um dos principais formuladores do programa do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) e cotado para ser seu ministro da Fazenda, defendeu cortes de gastos equivalentes a 3,4% do Produto Interno Bruto (PIB), o que resultaria em redução de cerca de 60 bilhões de reais. Nakano chegou a ser desautorizado por Alckmin.

“É moda falar em gasto e quando se fala em gasto corrente a gente já sabe: vai cortar em gastos sociais. Só com crescimento a gente poderá fazer as coisas”, rebateu Lula na entrevista que pôde ser assistida por jornalistas na sede da emissora em São Paulo, enquanto era gravada no Palácio da Alvorada em Brasília.

Lula relatou que a União arrecada cerca de 360 bilhões de reais, sem muita margem de corte. Deste total, 160 bilhões de reais são dirigidos aos pagamentos da Previdência Social; 45 bilhões vão para a área de saúde; e 107 bilhões de reais vão para a folha de pagamento dos servidores públicos. “Não sobra dinheiro para os investimentos”, concluiu.

Ele sugere que para ampliar as inversões é preciso reduzir a taxa de juros” de forma contínua”, hoje em 14,25%, além de realizar PPPs (Parcerias Público Privadas) atraindo o capital privado nacional e externo. Questionado sobre a necessidade de o governo realizar uma reforma na Previdência Social, Lula disse que, em um eventual segundo mandato, não fará um projeto próprio de mudanças.

“Não vai ter uma proposta do governo, vou juntar todos os segmentos da sociedade interessados na Previdência Social, os trabalhadores da ativa e os aposentados, mais empresários e governo, e vamos discutir que tipo de reforma podemos fazer”, explicou.

PSDB PRIVATISTA

O presidente reiterou no Roda Viva que seu opositor, se vencer, vai realizar privatizações de estatais. “O que falamos de nosso adversário é um histórico da vida do PSDB, não falamos nada mais do que a imprensa brasileira constatou durante o mandato do Fernando Henrique Cardoso e do Alckmin, que privatizaram quase tudo no Estado de São Paulo e no Brasil”, afirmou.

E acusou: “O trabalho administrativo deles é vender o patrimônio público, gastar o patrimônio público e depois as dívidas sequer são pagas”. “Ele (Alckmin) acabou de privatizar a Ceteep (Companhia de Transmissão e Energia Elétrica Paulista) faz pouquíssimo tempo, portanto nós não estamos inventando alguma coisa, estamos insinuando. Ele que diga textualmente que não vai fazer”.

O presidente se disse contrário à privatização de setores estratégicos, afirmou que não privatizaria as empresas de telecomunicações, vendidas em 1998, mas acabou reconhecendo que o sistema de telefonia “melhorou”. Criticou, no entanto, o gerenciamento privado do sistema ferroviário, que considerou “um desastre”.

O ministro da Justiça, visit Márcio Thomaz Bastos, pilule classificou a iniciativa da oposição de questionar as investigações sobre o dossiê contra tucanos e fomentar a existência de uma operação abafa de “tentativa de privatizar até as investigações da Polícia Federal”.

Segundo um interlocutor do Ministério da Justiça, sick Bastos entrou em contato com a direção da PF, que lhe assegurou que uma suposta reunião de Freud Godoy, ex-assessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e outra pessoa ligada ao PT com Gedimar Pereira Passos, após a prisão do último, não aconteceu. A suposta reunião foi divulgada pela revista Veja.

”O ministro classificou a ação da oposição como tentativa de privatizar até as investigações da PF”, disse o interlocutor. Para o ministro da Justiça, agindo desta forma “eles (a oposição) estão desprezando instituições como a Polícia Federal, a fiscalização do Ministério Público e também o juiz encarregado do processo”.

O ministro da Agricultura, buy Pecuária e Abastecimento, information pills Luiz Carlos Guedes, anunciou hoje (16) que o governo vai liberar R$ 1 bilhão para os produtores de soja. Os recursos sairão por meio de medida provisória que deve ser editada até o dia 30.

O dinheiro, segundo o ministro, faz parte dos R$ 2,8 bilhões destinados ao incentivo ao agronegócio em todo o país dentro da política de garantia de preços implementada pelo governo.

O ministro explicou que o dinheiro só vai ser liberado no final do mês "por ser a época em que o agricultor começa a planejar a produção para o próximo ano”. Ele descartou qualquer ligação com a campanha eleitoral.

Guedes argumentou que "desde 1986 não havia no país uma política de garantia de preço tão forte como a de agora, em relação à soja". O país produz atualmente 5 milhões de toneladas de soja e a lavoura teve queda acentuada na safra 2004/5, tendo melhorado no período 2005-6, principalmente no Centro-Oeste, lembrou Guedes.
A origem do dinheiro usado na tentativa de compra do dossiê contra políticos tucanos tinha origem ilegal, nurse disse nesta segunda-feira o sub-relator de sistematização da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas, viagra buy deputado Paulo Rubem Santiago (PT-PE).

De acordo com ele, dois indícios levam a crer que o dinheiro vinha de caixa 2: primeiro, o fato dos envolvidos não terem revelado a fonte. “As pessoas estão omitindo a origem. Não dizem a fonte. Se tivesse origem legal, teriam dito”, disse. O segundo motivo seria as notas de pequeno valor. A parcela em reais do valor que seria usado para comprar os documentos (cerca de R$ 1,7 milhão no total, entre dólares e reais) era de “notas de pequeno valor”. “Isso indicaria que o dinheiro foi trocado”, afirmou Santiago.

Dois comprovantes de bobina de máquina registradora foram encontrados pela Polícia Federal enrolando parte das notas, revelou o deputado. Um dos papéis indicava ter cem notas de R$ 10 e, imediatamente abaixo de um número não identificado, uma localização: Duque de Caxias (Rio de Janeiro).

O outro comprovante trazia a mesma quantia e outra identificação: Campo Grande (Mato Grosso do Sul). “Esses podem ser os locais onde o dinheiro foi trocado”, suspeita Santiago. “Pelas notas [da bobina registradora], não dá para saber mais detalhes dos locais”, disse.

“Não há como provar a totalidade da origem do dinheiro, mas algum saque de grande valor deve ter sido feito”, diz. Segundo ele, a Polícia Federal pediu ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que investigasse todos os saques acima de R$ 100 mil feitos até um mês antes da apreensão do dinheiro. Será preciso analisar, de acordo com o deputado, cerca de 200 mil saques.

Isso, no entanto, pode não revelar a origem. O saque do dinheiro usado poderia ter sido feito, por exemplo, seis meses antes. “É difícil que não seja [dinheiro] ilegal, mas não existem provas disso”, afirmou.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou hoje as novas peças publicitárias de televisão e rádio para o segundo turno das eleições, medical que começaram a ser veiculadas ontem (15/10). São 14 comerciais de 30 segundos com o objetivo de motivar o eleitor a comparecer às urnas e outros cinco educativos, que ensinam a votar.

O mote é “segundo turno, a decisão” e o texto ressalta a necessidade de o eleitor pensar bem antes de dar o seu voto. Os comerciais serão exibidos por todas as emissoras de televisão e rádio.

O custo total da campanha institucional do TSE, incluindo as peças usadas no primeiro turno, cartazes e panfletos, é de R$ 3,8 milhões. O tom adotado este ano pelo TSE, com o intuito de ser mais contundente, crítico e direto, é uma das razões apontadas pelo assessor de comunicação do tribunal, Renato Parente, para o baixo índice de voto nulo, em branco e de abstenção no primeiro turno.

Segundo o TSE, houve 28,3 milhões votos em branco, contra 28,8 milhões em 2002 e 43,7 milhões em 1998. Os nulos foram 35,3 milhões, contra 42,1 milhões em 2002 e 41,7 milhões em 1998. A média de abstenção foi de 16%, contra 17% e 21%, respectivamente.

Os Estados Unidos disseram na segunda-feira estarem confiantes de que a China cumprirá sua promessa de respeitar as sanções impostas pela ONU à Coréia do Norte. Washington também confirmou que Pyong yang realizou um teste nuclear na semana passada.

A secretária de Estado Condoleezza Rice, website like this que viaja nesta semana à Ásia para definir a forma de execução das sanções, capsule rejeitou o ceticismo existente entre alguns em Washington sobre a disposição chinesa de agir com dureza contra o país vizinho – ambos comunistas. “Não acho que eles iriam votar por uma resolução que não pretendam cumprir”, dosage disse Rice.

O subsecretário Nicholas Burns disse que Pequim já está tomando providências para vigiar os bens que entram na Coréia do Norte, como prevê a resolução. “Os chineses agora estão começando a parar caminhões nas 800 milhas (1.400 quilômetros) de fronteira para inspecionar todos eles”, afirmou à CNN. A China deixa claro seu temor de que sanções mais duras possam provocar um colapso econômico na reclusa e miserável Coréia do Norte, provocando uma onda de refugiados.

Na segunda-feira, o embaixador chinês na ONU, Wang Gyangya, explicou a jornalistas os limites das sanções. “Inspeções sim, mas inspeções são diferentes de interceptação e interdição”, disse ele. Em nota, a direção de Inteligência Nacional dos EUA confirmou que a Coréia do Norte realizou o teste nuclear subterrâneo em 9 de outubro, conforme havia anunciado Pyongyang, fato que desencadeou as sanções.

A prova foi obtida por meio da análise radioativa de amostras atmosféricas colhidas na região no d ia 11. Rice disse que em sua viagem tentará retomar as negociações com a Coréia do Norte (envolvendo também Rússia, China, Japão e Coréia do Sul), mas alertou que Pyongyang “também precisa entender que eles terão um preço a pagar” por causa do teste.

SANÇÕES DUVIDOSAS

Seguindo o exemplo de outros países, a Austrália também impôs sanções próprias à Coréia do Norte, proibindo a entrada de navios do país em seus portos. O Japão anunciou a prorrogação de duras restrições já em vigor.

Mas o efeito prático disso é questionável, na opinião do professor Nam Sung-wook, da Universidade da Coréia (do Sul), especialista em Coréia do Norte. “Os países que apóiam as sanções estão juntos na cama, mas sonhando sonhos diferentes”, afirmou. Xu Guangyu, da Associação de Controle de Armas e Desarmamento da China, um órgão estatal, disse que a inspeção de cargas de e para a Coréia do Norte, em busca de material para armas, “é mais um passo simbólico do que uma real medida de sanção”. “A China simplesmente não faz esse tipo de comércio com a Coréia do Norte, então não há muita necessidade prática disso. Mas permite que a Coréia do Norte conheça nosso sentimento”, afirmou.

O comércio de armas representa uma pequena parcela do comércio entre os dois países, de 1,5 bilhão de dólares. Quase todas as importações da Coréia do Norte passam pela China, o que dá a Pequim grande influência sobre o país. Analistas dos EUA dizem que a participação da China e da Coréia d o Sul nas sanções é vital. “Não há como a Coréia do Norte negociar seriamente, se é que há alguma, enquanto eles souberem que China e Coréia do Sul vão ser fiadores”, disse Winston Lord, ex-embaixador dos EUA na China.

Entre as sanções da ONU estão a inspeção de cargas, a proibição da venda de armas pesadas e artigos de luxo e o congelamento de contas norte-coreanas no exterior ligadas a programas de armas não-convencionais.

Em Paris, o sul-coreano Ban Ki-moon, futuro secretário-geral da ONU, disse ao jornal Le Monde que ainda há espaço para diálogo com a Coréia do Norte e que ele está preparado para viajar a Pyongyang para negociar.

Após 31 dias de investigação sobre a tentativa de negociação do dossiê com informações contra candidatos do PSDB, viagra buy a Polícia Federal continua sem elementos para incriminar os principais suspeitos de envolvimento na operação.

Na tentativa de acelerar a apuração do caso, treat desde o final da semana passada, a PF vasculha listas de clientes de 30 corretoras, casas de câmbio e agências de turismo instaladas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná, segundo um dos delegados que participa da apuração do caso, sob a condição do anonimato.

Por essas instituições teriam transitado parte dos 248,8 mil dólares, apreendidos num hotel da capital paulista com Gedimar Passos e Valdebran Padilha – ambos ligados ao PT – no dia 15 do mês passado, juntam ente com 1,1 milhão de reais que também seriam usados no negócio. Esses estabelecimentos são apontados pela PF como “a ponta final” da transação dos recursos no Brasil.

“A identificação desses compradores de dólares é essencial para a conclusão do inquérito”, disse a fonte. Desde o início da apuração, a PF descobriu que 110 mil dólares do montante apreendido com Gedimar e Valdebran foram trazidos ao Brasil por meio do Banco Sofisa, que adquiriu dois lotes de dólares junto a uma instituição financeira dos Estados Unidos, entre os dias 17 e 30 de agosto.

A partir daí, os recursos foram revendidos para cerca de 20 pessoas jurídicas e físicas, conforme informou o próprio Sofisa à PF. Esse grupo de instituições e pessoas teriam renegociado a moeda para esses 30 estabelecimentos, que estão sendo investigados na apuração. As análises sobre os clientes dessas instituições até agora não revelaram nenhum indício que contribua para um avanço efetivo da apuração.

SEM CULPA

Sem identificar a origem dos recursos, a PF permanece sem elementos para incriminar os suspeitos. Até agora, segundo informações do órgão, apenas Gedimar foi indiciado por crime de supressão de documentos.

Já os demais supostos envolvidos na negociação dos documentos – Valdebran; os ex-integrantes da campanha de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jorge Lorenzetti e Osvaldo Bargas; e o ex-diretor do Banco do Brasil, Expedito Veloso – continuam “limpos”, conforme a fonte, sem a possibilidade de que lhes seja imputada qualquer culpa. O mesmo acontece com o ex-coordenador da campanha do senador Aloísio Mercadante (PT) ao governo de São Paulo, Hamilton Lacerda.

A PF já encontrou elementos que indicam que Lacerda teria levado os cerca de 1,7 milhão de reais até Gedimar e Valdebran. Apesar disso, são poucas as possibilidades de incriminá-lo. “Nenhum deles está disposto a colaborar com a apuração”, reclama o delegado.

BERZOINI

Mesmo com essas frustrações, a PF deverá ouvir na terça-feira o depoimento do presidente afastado do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), que deverá falar ao delegado Diógenes Curado, presidente do inquérito, na sede da PF em Brasília. Por ser parlamentar, Berzoini tem prerrogativa de foro, o que lhe garante o direito de escolher o dia, a hora e o local de prestar declarações à polícia.

Na seqüência, a PF deverá tentar agendar o depoimento de Mercadante – que goza do mesmo benefício do deputado Berzoini – tendo em vista a provável participação de seu ex-assessor no caso. A data ainda não foi definida.

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas deverá se reunira partir das 15 horas de amanhã (17/10) para tratar de assuntos administrativos e para a votação de cerca de 200 requerimentos de convocação de novos depoimentos e de quebra de sigilos bancário, information pills telefônico e fiscal.

Entre os requerimentos a serem votados estão os que pedem a convocação de todas as pessoas citadas como supostamente ligadas à compra do dossiê que envolveria políticos do PSDB.

Há também requerimento do senador Romeu Tuma (PFL-SP) para que a CPMI requisite informações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre os trabalhos de apuração realizados pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) relativos à origem do dinheiro que teria como finalidade a compra do dossiê.

Outro requerimento que pode ser votado é da deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que pede a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do ex-ministro da Saúde Barjas Negri. Ainda aguardam votação requerimentos pedindo a convocação dos ex-ministros da Saúde José Serra, Humberto Costa e Saraiva Felipe.

Há duas semanas a CPMI dos Sanguessugas tenta realizar reunião para votar esses requerimentos, mas por falta de quórum os trabalhos são adiados. Na semana passada, parlamentares da oposição chegaram a recolher assinaturas para garantir a realização de reunião, mas na tarde da quarta-feira (11) faltou quórum no horário marcado e o presidente da Comissão, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), convocou a nova reunião para amanhã.
O ex-presidente norte-americano Gerald Ford recebeu alta de um hospital da Califórnia depois de quatro dias internado para fazer exames não especificados, adiposity disse um assessor dele nesta segunda-feira.

Ford, 93, voltou à sua casa em Rancho Mirage, Califórnia, onde deve "retomar suas atividades normais", segundo nota de seu chefe de gabinete, Penny Circle. A família Ford, segundo a nota, "agradece a todos pelas orações e bons votos". Ford, o mais velho ex-presidente ainda vivo dos EUA, foi internado na quinta-feira passada no Centro Médico Eisenhower, de Rancho Mirage, perto de Palm Springs (Califórnia).

No dia seguinte, seu filho Steven disse que os problemas são "normais" para um homem da sua idade. "Obviamente é difícil. Sabe, ele teve de pôr um marca-passo neste verão. Uma hora o coração se gasta", disse o filho do ex-presidente à CNN. Foi a quarta internação de Ford neste ano.

A segurança em uma fábrica de armas nucleares do governo norte-americano é tão falha que investigadores de uma entidade conseguiram ficar vagando sem serem incomodados diante de um labora tório no ano passado, viagra segundo relatório do Projeto de Supervisão do Governo (Pogo, na sigla em inglês).

De acordo com o texto, há cerca de um ano os investigadores chegaram ao Laboratório Nacional de Oak Ridge no Tennesse, onde há mil latas de urânio-233, e estacionaram em frente. Estavam se parados do complexo de armas nucleares por apenas uma corrente, e “caminharam por cerca de 15 minutos” antes de serem abordados por guardas que os orientaram a sair. “Se os investigadores quisessem fazer o mal, poderiam ter rapidamente detonado um artefato para explodir o prédio”, o que, segundo o Pogo, provocaria uma destruição equivalente à da bomba de Hiroshima (1945).

O Departamento de Energia dos EUA, que controla o laboratório de Oak Ridge, informou em outubro que a instalação começou a cumprir o plano de segurança apresentado em 2003 pelo governo. John Shewairy, porta-voz do Departamento, disse que o relatório do Pogoé “um reaproveitamento do que já disseram antes” e “houve mudanças desde então”. “Eles estão fazendo avaliações com base no que vêem”, criticou.

“Há coisas não-públicas que eles desconheciam ao fazer sua avaliação”. Mas Peter Stockton, investigador do Pogo, disse por telefone que, até a semana passada, os funcionários do Departamento de Energia em Washington lhe informavam que a proteção a Oak Ridge “não mudou significativamente”.

O relatório diz ainda que outra instalação do governo perto do laboratório, o Complexo de Segurança Nacional Y-12, só vai começar a cumprir os padrões de segurança em 2013, bem depois do prazo, que seria neste mês. Nesse local, segundo o Pogo, está o maior estoque de urânio altamente enriquecido dos EUA, “o suficiente para fazer aproximadamente 14 mil ogivas nucleares”.

O porta-voz responsável pelo Y-12 não foi localizado. Pogo é uma ONG dedicada a expor a corrupção e o desperdício nos EUA, especialmente na área militar. Stockton disse que o deputado republicano Zach Wamp “merece crédito” por encaixar 25 milhões de dólares em uma lei orçamentária aprovada pela Câmara para permitir a transferência do urânio de Oak Ridge para lugares mais seguros.

O material é um subproduto da fabricação de armas mais antigas, segundo Stockton. A verba ainda não foi aprovada pelo Senado. Para reduzir a ameaça terrorista em Oak Ridge, o Pogo recomenda uma manipulação mais rápida do urânio enriquecido, a contratação de mais guardas e a instalação de metralhadoras e de outros sistemas para evitar que terroristas violem a segurança.

Stockton disse que, quando chegou no ano passado ao local, estacionou e viu “dois guardas armados encostados numa caminhonete”. Esses guardas teriam entrado no veículo e partido sem fazer qualquer pergunta aos investigadores.

Passado o feriado prolongado e a pouco menos de duas semanas do segundo turno das eleições presidenciais, see os candidatos do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, e do PSDB, Geraldo Alckmin, intensificaram as sua promessas no programa eleitoral gratuito na TV caso sejam eleitos no dia 29.

O programa Bolsa Família, que cada um dos candidatos diz ser de autoria de seus respectivos partidos, passou a ser um dos principais argumentos para conquistar mais votos do eleitorado menos favorecido.

Embora afirme que o Bolsa Família se trate de um programa respeitado e aprovado no mundo todo, Lula reconheceu que ele precisa ser aperfeiçoado. Disse que o programa precisa de uma fiscalização mais eficiente para evitar fraudes, praticamente o que seu adversário vem cobrando e prometendo desde o início da campanha.

O presidente-candidato prometeu ainda ampliar o programa para beneficiar “todos os necessitados” – da mesma forma que Alckmin -, mas não disse como nem de onde sairão os recursos para atender mais famílias. Finalmente, Lula disse que criará novos programas, que chamou de “portas de saída”. “É como chamamos aqueles programas de formação de mão-de-obra e geração de emprego, que fazem as pessoas melhorar de vida e não mais necessitar dessa ajuda”, disse Lula na TV.

Alckmin, por sua vez, prometeu baixar o Imposto de Renda para pessoas que ganham menos e o imposto sobre transporte público (ônibus, metrô e trem) para baratear as passagens em grandes regiões metropolitanas. Não explicou, entretanto, de quanto será essa redução.

“O imposto vai baixar, pode escrever”, prometeu o candidato tucano. Alckmin disse ainda que, se eleito, vai transformar o Brasil em um verdadeiro canteiro de obras. Lula afirmou que, nos últimos quatro anos, o PT mudou a concepção de governar. Disse que, durante décadas, o progresso só chegou às camadas mais ricas da população e que agora está ao alcance de todos.

“A classe média está mais protegida da inflação e da recessão (…) viaja mais e consome mais e tem mais segurança no emprego. E as classes mais carentes estão subindo na vida", disse, ao se referir aos resultados de sua política econômica.

O vice-presidente José Alencar (PRB-MG), ed companheiro de chapa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, website like this defendeu a participação de entidades e organismos independentes nas investigações da Polícia Federal, que apuram a origem do dinheiro que seria utilizado na compra de um suposto “dossiê” contra políticos do PSDB.

“Tudo aquilo que puder representar o fortalecimento das investigações é bom. E tudo aquilo que puder representar vigilância em relação a elas é bom”, disse Alencar nesta segunda-feira, em entrevista coletiva à imprensa. A proposta de acompanhamento das investigações foi feita pelo presidente nacional do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE).

Alencar disse, entretanto, que a Polícia Federal vem atuando com transparência no caso e que não há nenhuma interferência por parte governo para que as investigações sejam retardadas ou abrandadas.

“Desejamos que as investigações sejam absolutamente cristalinas”, acrescentou o vice-presidente. Segundo ele, embora as investigações estejam sendo conduzidas por um órgão do Executivo, nada impede que outras instituições desvinculadas do governo possam acompanhar o trabalho dos peritos. “Isso não impede que os demais poderes participem, como é o caso do Ministério Público e do Judiciário. Nunca houve por parte do presidente Lula qualquer cerceamento”, disse Alencar.

CONSTRANGIMENTO

Após a entrevista a jornalistas, o vice-presidente participou da abertura oficial da 20ª Convenção Mineira de Supermercados (Superminas). Depois de ouvir as críticas sobre a carga tributária e os juros, feitas pelo presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Carlos de Oliveira, Alencar defendeu o governo. Culpou a gestão de Fernando Henrique Cardoso pela elevação expressiva do peso dos impostos no PIB, pela explosão da dívida pública e garantiu que os juros vão permanecer em queda para promover a expansão da economia.

“O Brasil nunca alcançou uma situação tão favorável como agora para a retomada do crescimento”, afirmou Alencar. Ao pedir apoio à reeleição do presidente Lula, lembrando que a chapa encabeçada pelo petista é composta por um mineiro, o vice-presidente passou por um constrangimento. Os organizadores do evento lhe passaram um bilhete pedindo para não abordar temas eleitorais.

“Recebi um recado aqui dizendo que eu não posso falar de política (…) o regime é democrático e ninguém vai me proibir de falar de política. Vamos exercitar a democracia. Eu estou na chapa do Lula e peço humildemente o voto de vocês”, disse Alencar, que acabou sendo aplaudido.

Alencar informou que Lula deve realizar pelo menos dois comício em Minas Gerais na próxima sexta-feira, provavelmente em Belo Horizonte e em Divinópolis, cidade próxima à capital mineira.

O candidato  à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB/PFL) disse hoje que não se negará a debater questões relativas à segurança pública na campanha eleitoral. “Segurança é o meu tema”, unhealthy disse. “Não sou omisso. Não corto dinheiro da segurança”, web complementou, information pills explicando que, na avaliação dele, o problema do país nessa área passa hoje pela “fraqueza” da polícia de fronteira.

Alckmin afirmou não temer falar sobre os ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC), ocorridos em São Paulo no primeiro semestre. “O PSDB pôs na cadeia todos os membros do PCC. Não tem ninguém famoso aí que não esteja preso”, disse, em São Paulo, pouco antes de seguir para compromissos de campanha no Maranhão, no fim da tarde.

O tucano  respondeu a afirmação feita ontem pelo ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, de que o PT deveria usar mais na campanha o tema dos ataques do PCC. O tucano voltou a cobrar explicações de seu adversário, Luiz Inácio Lula da Silva (PT/PCdoB/PRB), sobre a origem do dinheiro preso em São Paulo, em setembro, e que seria usado para pagar por um dossiê contra políticos do PSDB.

Um repórter perguntou a Alckmin se o governo petista usa os programas de assistência social, como o Bolsa Família, como moeda de troca. O tucano afirmou que Lula faz uma campanha do “medo”, ao afirmar que, se eleito, Alckmin vai acabar com o Bolsa Família. “A campanha inteira deles é sobre o medo de que, olha, o adversário pode tirar o Bolsa Família”, disse. “Primeiro, não vou tirar o Bolsa Família, que fomos nós que fizemos o programa. Segundo, além do Bolsa Família, a minha atenção especial, minha prioridade é o emprego".

Depois de fazer comício esta noite em São Luís, em companhia do pedetista Jackson Lago, amanhã, Alckmin cumpre agenda de campanha no Rio e em São Paulo.
Acompanhado por figuras da política nacional que tiveram seus nomes envolvidos em escândalos recentes, cure o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, viagra approved candidato à reeleição pelo PT, voltou a bater na tecla da privatização para atacar seu adversário na corrida presidencial, o tucano Geraldo Alckmin. Em comício em Belém, Lula aproveitou o palanque, montado em uma avenida da capital paraense, para ironizar a promessa de Alckmin de vender o avião presidencial, adquirido durante o governo do petista.

"Eles querem privatizar até o jatinho do presidente. Certamente têm alguém para alugar um avião", afirmou ao lado dos deputados federais reeleitos Jader Barbalho (PMDB), ex-senador que renunciou ao mandato de senador em meio a denúncias de corrupção, e Paulo Rocha (PT), acusado de envolvimento no chamado escândalo do mensalão.

"Durante oito anos venderam o patrimônio público criado durante um século pelo povo brasileiro", acrescentou o presidente-candidato numa referência à venda de empresas estatais durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O presidente chegou a Belém por volta das 23h, acompanhado da primeira-dama, Marisa Letícia, do ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, e do governador do Acre, Jorge Viana (PT).

No palanque, além de Rocha e Jader estavam também o senador José Sarney (PMDB-AC), a quem Lula chamou de "grande aliado", e Helder Barbalho, filho do deputado e prefeito de Ananindeua, na região metropolitana de Belém.

Em um Estado que repete localmente a disputa nacional entre PT e PSDB, Lula agradeceu a declaração de apoio feita pelo candidato derrotado do PMDB ao governo paraense, José Priante, à candidatura da senadora petista Ana Júlia Carepa, que disputa o segundo turno com o tucano Almir Gabriel.

Em seu discurso, o presidente-candidato manteve os ataques ao governo anterior, afirmando que pegou o país em situação econômica difícil e conseguiu reverter o cenário. Ele aproveitou ainda para atacar os críticos do Bolsa-Família e as elites. "A elite brasileira afirma que o Bolsa-Família é um programa assistencialista. É muito fácil falar em assistencialismo, mas para uma mãe que acorda de manhã, vê cinco ou seis filhos agarrados no rabo de saia e vê um copo de leite, o Bolsa-Família é uma salvação", afirmou.






Você pode gostar